Material supostamente radioativo interrompe trabalho no SAEE em Atibaia

Na sexta-feira, dia 7, a SAAE de Atibaia teve que interromper o seu atendimento ao público após um munícipe não identificado deixar na sede da companhia, no Centro de Atibaia, um objeto que, segundo ele,  seria radioativo.

Segundo nota da Prefeitura de Atibaia, após ser informado por um atendente de que a SAAE não recebe esse tipo de material, o munícipe o descartou no chão da sala de recepção e deixou o prédio.

Diante da suposta situação de risco, a SAAE acionou a Defesa Civil de Atibaia para verificação do material. Para garantir a segurança da população e dos funcionários presentes no local, a Defesa Civil determinou a evacuação e o isolamento imediatos do prédio até que o material suspeito fosse devidamente verificado.

Uma equipe do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares – IPEN da Universidade de São Paulo – USP também foi acionada para análise do objeto, identificado como uma peça (cabeçote) de equipamento de radiografia de consultório odontológico.

Segundo os técnicos da IPEN, como não estava energizado o aparelho odontológico não é capaz de emitir radiação, mas contém resíduo tóxico (chumbo).

Diante do laudo apresentado, a SAAE solicitou que uma empresa especializada fizesse a retirada do objeto para posterior descarte.

Com isso, o órgão permaneceu fechado, sem atendimento ao público, por motivos de segurança.

A SAAE também informou que registrará um boletim de ocorrência relatando toda a situação à Polícia para as devidas providências legais.

Facebook Comments