União Bragantina em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores é criada e promete greve em Bragança dia 28

Na quinta-feira, dia 6 de abril, foi realizada uma segunda reunião entre grupos sindicais, associações e a sociedade civil organizada  com o objetivo de realizar um movimento em apoio à Greve Geral que acontecerá em todo o Brasil no dia 28 de abril.

A reunião aconteceu na sede da Apeoesp -Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo e participaram do encontro representantes da própria APEOESP, do Sindicato dos Metalúrgicos, do Sindicato dos Servidores Municipais de Bragança Paulista, da Associação Comunitária de Habitação Popular de Bragança Paulista (ACOHAB), da Frente de Esquerda de Bragança Paulista, do Sindicato dos Papeleiros, do Coletivo Feminista Rosa Não Cala e também representantes da sociedade civil.

A ideia é reunir também outras entidades para participar deste movimento, que visa reunir os trabalhadores, as famílias, estudantes e toda a comunidade para manifestar descontentamento com as questões  previdenciárias e Reforma Trabalhista.

Nesta reunião foram reforçados os laços e organizado o comitê “União Bragantina em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores”, para dar início às atividades que culminarão na “Greve Geral – Nenhum Direito a Menos”.

O grupo deverá realizar  diversas atividades até a realização da greve geral. Haverá inclusive o lançamento da campanha na Câmara Municipal, aulas públicas sobre o tema, ministradas na FESB e no Cursinho Popular da Comunidade Sorriso.

Os organizadores da “União Bragantina em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores”  ainda irão definir o local da greve no dia 28.  Mas, será gerado material explicativo sobre o ato convocando a população a participar da manifestação.

Em nota enviada ao Bragança Em Pauta, o grupo convoca à população:

“Lembrem-se esse assunto é de interesse total da população brasileira, independente da classe social, profissão ou partido. Participem, a Greve precisa do apoio de todos. Em breve mais informações nas mídias sociais”.

Quem esteve na reunião?

  •  Valter Brajão, do Sindicato dos Metalúrgicos e sua assessora Patricia Martins
  •  Orivaldo Felício, presidente da APEOESP e Edson, seu assessor
  • Bruno Leme, da ACOHAB – Associação Comunitária de Habitação Popular de Braganca Paulista,
  • Carlos Alberto, Presidente do SISMUB e Benedito, vice presidente,
  • Tales Machado de Carvalho e os estudantes Ângelo e Guilherme, da Frente de Esquerda de Bragança Paulista,
  • Antônio Carlos Nunnes de Mattos, o vereador Bugalu, presidente do Sindicato dos Papeleiros,
  • Cibele, do Coletivo Feminista Rosa Não Cala
  • Ana Luiza, advogada trabalhista
Facebook Comments