Continua gerando muita polêmica, o acidente fatal, registrado na madrugada de sábado, dia 21, na Variante Farmacêutico Francisco de Toledo Leme, no Lago do Taboão, que teve como vítima o garçom Rosinei Gomes de Cerqueira, de 52 anos, que voltava do trabalho quando foi atropelado.

O garçom era bastante conhecido na cidade por ser bastante solicito e agradável com os clientes.

O caso será investigado pela Central de Polícia Judiciária.

O comerciante Rafael Coraciara Pequeno, de 29 anos, alegou à polícia que conduzia o veículo Audi/A3, vermelho, placas GDL-2915/SP, quando um veículo que seguia à sua frente freou e ao desviar, acabou atropelando o garçom.

A polícia, entretanto investiga a possibilidade de racha. O Audi é todo esportivo, adesivado, estilo carro de corrida.

Testemunhas já foram ouvidas e o caso continua em investigação.

O rapaz nega que estava praticando racha e segundo o registrado não apresentava sinais de embriaguez, não sendo submetido ao teste do etilômetro porque os Policiais Rodoviários Estaduais que atenderam a ocorrência não dispunham do aparelho, que aguardava inspeção do INMETRO.

Rosinei chegou a ser socorrido pelo resgate do Corpo de Bombeiros ao Hospital Universitário, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

O caso ganhou bastante repercussão nas redes sociais e a população pede providências.

Importante lembrar, que o radar instalado há alguns metros do acidente, na mesma via, está desligado desde fevereiro já que a concessão da Variante do Taboão não é mais da Prefeitura desde novembro do ano passado. Quando os radares foram instalados, os mesmos tinham como objetivo justamente forçar a diminuição da velocidade praticada no local e coibir a prática de rachas.

Em abril, um gari, foi prensado contra um poste de iluminação pública na Avenida Norte/Sul, nas proximidades do Posto de Monta e morreu pouco tempo depois. Na época, o motorista foi preso em flagrante, por homicídio, já que estaria praticando racha.   Relembre o caso:  https://bragancaempauta.com.br/gari-morre-imprensado-contra-poste-em-frente-posto-de-monta/