A Associação Comunitária de Habitação Popular de Bragança Paulista (Acohab), que fica situada à
Rua Felipe Morales, 219, no Jardim da Fraternidade, realiza neste domingo, 29, a partir das 9h30, na sede da entidade reunião para os interessados em se associar à entidade.

A reportagem do Bragança Em Pauta, esteve na sede da entidade, batendo um papo com o presidente Bruno Leme, que ressaltou que durante a reunião será explicado à todos os interessados, como funciona a entidade, bem como será feito o cadastramento de novos associados.

Bruno Leme, deixou claro, que a entidade, não está fazendo inscrições para casas populares, como vem sendo divulgado por populares nas redes sociais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



“Nós faremos a reunião para associar novas famílias, que se decidirem se associar, pagarão suas mensalidades e participarão de nossas atividades mensais de mobilização social”, disse.

Segundo ele, para se associar à Acohab é obrigatório participar desta reunião.

Bruno Leme, explica que depois do anúncio da construção de apartamentos pela Acohab, muita gente tem procurado a entidade em busca de informações sobre moradia e que muita gente confunde a Acohab com a Secretaria Municipal de Habitação.

Em maio deste ano, 168 famílias assinaram contratos para a construção do empreendimento Bragança J, no Jardim Águas Claras. A construção é possível graças a parceria entre o Grupo de Saúde Raios de Sol e a Acohab.

As obras estão em fase de terraplenagem e a construção deve durar 2 anos. As famílias só iniciam o pagamento quando receber as chaves.

O pagamento da moradia é feito em 120 parcelas, ou seja 10 anos e cada família paga no máximo R$ 300 por mês. “Aproximadamente 80% das famílias vão pagar até 10% do salário mínimo, ou seja, assinaram contrato onde vão pagar R$ 95,40 por mês durante 10 anos”, disse Bruno.

Ele explicou ainda que nestes 10 anos os apartamentos não podem ser vendidos e nem alugados e que caberá a Acohab e à Raios de Sol fazer a gestão condominial e assim evitar que os beneficiados deixem os imóveis.

Bruno ressalta que um dos requisitos legais para que o beneficiado receba a moradia é justamente que participe das reuniões de mobilização social e que todos os 168 contemplados vinham participando de reuniões na entidade, há 7 anos.

“Agora nós vamos enviar para Caixa um novo projeto de construção de moradias pelo Minha Casa Minha Vida, para famílias com renda de até R$ 1800,00. Mas, isto leva tempo”, ressaltou.

Bruno afirma que se o interessado acha que vai se associar e aguardar a casa a Acohab não é lugar para ele.  “Se a ideia do participante é fazer uma inscrição e aguardar sorteio, não é assim que atuamos. Esse tipo de atendimento, por sorteio, é feito pelo poder público, através do cadastro habitacional.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (11) 40313670 ou na página da Acohab no facebook: https://www.facebook.com/acohab/, onde há uma série de perguntas e repostas sobre as dúvidas mais comuns sobre o assunto.

9 Comentários

    1. Author

      Acho que se você ler direitinho fica claro que não tem sorteio. Sorteios são realizados pela Prefeitura. Informe-se lá. A Acohab é uma associação que trabalha de forma diferente.

  1. Tenho que dar uma entrada..?

    1. Author

      Jéssica, se você ler a matéria, vai ver que estamos falando de ser associado de uma entidade e não de sorteio de casas. E era necessário participar da reunião.

  2. Olha a vinheta ,,,, Acohab realiza evento neste domingo para interessados em se associar à entidade,,,, aí tem a foto de capa de onde está sendo construído casas populares,, porque vcs ficam se vinculando a essas imagens e dando a entender que vcs fazem parte desses sorteios de casas para o povo,, ??????????????????????????????????

    1. Author

      Porque estamos falando na matéria de dois assuntos. As casas populares que estão sendo construídas para associados que esperaram sete anos por elas. Simples, este bem explicado na matéria. Só ler. Inteiro.

  3. Oi Boa tarde como que eu faço participar do sorteios

  4. Boa noite quem tem restriçao no nome consegue ser associado?

    1. Author

      Ana, entre em contato com a entidade. No link da matéria tem o facebook deles. Era necessário participar da reunião para se associar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *