Marcelo Oliveira Arantes, de 36 anos, que foi preso, após confessar que matou estrangulada a namorada Glaucia de Camargo morou em Bragança Paulista e atuou como PM durante 13 anos.

O crime aconteceu na noite de sábado, dia 26, em Angatuba,  após o noivado da irmã da moça, por causa de ciúmes.

 Arantes como era conhecido, foi demitido da PM em setembro de 2014

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE



Ele foi demitido porque contratou  50 pessoas para trabalhar como segurança no Carnaval da cidade, mas não pagou ninguém. O golpe foi denunciado ao batalhão e após processo disciplinar, ele foi demitido.

Familiares da estudante ressaltaram que o casal começou brigar ainda na festa.

Marcelo foi preso em flagrante e levado para a cadeia pública de Piraju.

O caso foi registrado como violência doméstica e homicídio qualificado podendo ser entendido com o agravante de feminicídio. O corpo da estudante já foi velado e sepultado no domingo, dia 27.