A empresa FBF Construções e Serviços Eireli – EPP, responsável pelas obras viárias e de urbanização da Praça 9 de Julho, deu início durante a semana aos trabalhos no local.

Os serviços começaram pela abertura de caixa para pavimentação, retirada das guias, sarjetas e calçadas da via que será alargada.

A Prefeitura assinou contrato com a empresa para iniciar as obras no dia 15 de janeiro. Assim que a realização da obra foi divulgada, diversas foram as reclamações de comerciantes da região quanto à reforma e o projeto passou por adequações.

Antes da empresa iniciar os trabalhos a Secretaria de Serviços, preparou o local realizando a retirada das árvores, bancos e paralelos das muretas que estavam na área onde haverá a ampliação da faixa de rodagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com as alterações propostas pelos comerciantes, o projeto contempla agora a expansão da área de estacionamento, oferecendo mais de 20 vagas em um bolsão de estacionamento à 45°, além do aumento da faixa de rolagem no viário que passa em frente aos estabelecimentos comerciais.

Segundo a Prefeitura, também foram necessárias realizar adequações e revisões já que o ponto de parada de ônibus da Praça 9 de Julho – localizado, hoje, na altura da Maria Fumaça – será destinado apenas às linhas intermunicipais e o ponto das linhas circulares urbanas naquela região será transferido para a Rua Tupi.

Com a reforma a praça terá um espaço de circulação e vivência com canteiros e bancos em sua extensão e futuramente será implantada uma ciclovia no local.

A reforma está sendo realizada com verba do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos – DADETUR conquistadas ainda na administração de João Afonso Sólis (Jango) ou seja há mais de uma década e custará   R$ 599.679,09.