Alunos da Univesp de Bragança auxiliam empresa aprimorar produção

Os estudantes de Engenharia de Produção da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), polo de Bragança Paulista, Andrea Santana, Daniele Freitas de Jesus, Everton Cubero, Indianara Concari, Paulo Henrique Bertolini e Willian dos Santos apresentaram, no primeiro semestre do ano, o Projeto Integrador (PI) “Gestão da Cadeia de Suprimentos no Contexto da Globalização 4.0: sistemas e estratégias para novas oportunidades de mercado”.

O trabalho contou com a mediação de  Fabiana Savani. O objetivo dele é contribuir com a produtividade de uma empresa de cosméticos localizada no município de Diadema, na Região Metropolitana de São Paulo.

Análise

Após pesquisas com representantes da companhia, a equipe identificou imperfeições nos processos da máquina envasadora de bisnagas, responsável pela automatização de envase de cremes e pomadas, recém-adquirida pelo estabelecimento para acelerar as linhas de produção.

No relatório final do PI, o grupo afirma que o equipamento precisa da programação manual de um funcionário para ser inicializada, o que pode resultar em falhas nos processos de fabricação.

“As etapas do trabalho que envolvem um operador são passíveis de erro humano. Identificamos ainda a falta de conexão total entre máquinas e equipes, o nível de eficiência e produtividade atingidas abaixo da média esperada e o alto número de refugo com uma perda de produto acima do que a empresa considera aceitável”, revela o documento.

De acordo com os alunos, a companhia entende que os aperfeiçoamentos na produção não serão obtidos somente com aquisição e implantação de novas tecnologias disponíveis no mercado. Existe a necessidade de encontrar um equilíbrio entre equipe e maquinário para tornar-se mais competitiva e para manter, ou ampliar, a participação em vendas e distribuição.

Software

Para auxiliar a empresa, os alunos sugeriram o uso da ferramenta FlexSim. “O software é um poderoso simulador para aplicações, manufatura, logística e atendimento. Com ele, podemos modelar um layout e parametrizar máquinas e pessoas, além de conseguirmos analisar os resultados obtidos e implantar melhorias, otimizando todo o processo”, explicou o aluno Willian dos Santos.

 

 

Ainda no vídeo, o estudante Paulo Henrique Bertolini salienta que as simulações e testes estatísticos feitos com o software apontam um avanço significativo nos processos de envase de bisnagas da empresa tanto na produtividade quanto na eficiência do equipamento.

“As melhorias recomendadas incluem desde o setup da máquina, até o acompanhamento da selagem das bisnagas e o controle de limpeza do equipamento, item essencial, já que o produto depende muito da aparência final para ir às gôndolas de vendas”, afirmou o futuro engenheiro.

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?  É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta