Skip to content

Amparo fecha comércio seguindo classificação do Governo do Estado

Amparo fecha comércio

Com 241 casos confirmados de COVID-19 e 10 mortes  a Prefeitura de Amparo decidiu voltar atrás e fechar o comércio no município, seguindo as determinações do Governo do Estado de São Paulo.

Assim como Bragança Paulista e todas as cidades da região, Amparo faz parte da região de Campinas, que está classificada na Fase Vermelha, do Plano São Paulo. Nesta fase, está permitido o funcionamento apenas de comércios considerados essenciais.

LEIA TAMBÉM:

Confira gráficos atualizados diariamente da COVID-19 em Bragança
Número de casos e mortes por  COVID-19 na Região Bragantina

Bragança Paulista e Atibaia, que são as maiores cidades da região, no entanto, seguem com o comércio, incluindo restaurantes abertos. Com isto, as cidades menores, seguem o exemplo.

Em nota divulgada nesta tarde, a Prefeitura de Amparo justificou que o município estaria na Fase Laranja, mas que deve ser levado em conta os dados regionais.

A Prefeitura de Amparo acrescentou ainda que aumentou os leitos de UTI a disposição dos munícipes. Além disso, criou pólos de atendimentos de sintomas gripais mas que “por determinação legal a imposição do Governo do Estado deve prevalecer.

Conforme o apurado pelo Em Pauta, outras cidades da região também já foram notificadas sobre o não cumprimento das medidas.

Com a palavra o governador

Durante a coletiva desta segunda-feira, 13, o governador João Doria, deixou claro que não vai ceder a pressões de políticos. “Muitos municípios ainda no interior do Estado de São Paulo, especialmente em algumas regiões, estão ainda escalando a curva da pandemia. E isto exige cuidados redobrados. É por isto que estes municípios, nestas regiões, estão na Fase Vermelha. É preciso cumprir a orientação do Governo do Estado para que sigam na fase vermelha, com o comércio fechado, exceto o comércio essencial”, disse.

“Não há pressão de nenhuma espécie, nem politica, nem econômica, nem institucional, nem pessoal, nem social,  nem de amizade, que nos faça retroceder. O que orienta todas as atitudes do Governo do Estado de São Paulo é a saúde. Não há nenhuma outra forma de seguirmos adiante a não ser amparados pela saúde”, disse Doria.

“Dispensamos pressões políticas, econômicas, pessoais, ou mesmo pressões feitas a base da agressão através da internet, ou outras ameaças. Vamos seguir o Plano São Paulo, conforme está estabelecido e amparados pelo Comitê de Saúde”, finalizou.

Prefeitos da região estiveram no Palácio dos Bandeirantes na semana passada, com o deputado Edmir Chedid, solicitando a reclassificação das cidades.

Quer receber notícias de Bragança Paulista e região no celular?  É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta

© 2015-2020 Jornal Bragança Em Pauta - Todos direitos reservados