Mais de 24 horas após se tornar pública a decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, que determina que Bragança Paulista seguisse as diretrizes do Plano SP, na noite desta sexta-feira, 17, foi comum o descumprimento da decisão judicial.

Vários bares funcionaram normalmente, com a presença de público consumindo nas mesas. O que é vedado na Fase Vermelha do Plano SP, no qual Bragança Paulista está inserida.

Durante o dia, comércios que não são essenciais também funcionaram.

A reportagem do Em Pauta esteve em algumas regiões da cidade e pode constatar esta situação em um bar no Jardim Recreio, um na antiga rotatória da Praça dos Trabalhadores, um na Rua Dr. Freitas, um no centro e três na avenida Alpheu Grimello, no Taboão.

Inclusive, um destes, já havia sido flagrado há duas semanas com aglomeração na porta.

Segundo as diretrizes da Fase Vermelha, bares, lanchonetes e restaurantes podem funcionar, mas apenas para Delivery ou Drive Thru.

Apesar da decisão de manter os bares fechados para consumo seja da Justiça, cabe ao município a fiscalização do cumprimento da medida. Amanhã a Secretaria de Comunicação deve fornecer balanço sobre as ações desta sexta.

Vale ressaltar, que em nenhum dos estabelecimentos foi visto aglomeração.
Bragança tem atualmente 1023 casos confirmados de COVID-19, 24 mortes, 34 pessoas internadas com suspeita e confirmação da doença e aguarda resultado de 156 exames.

INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista e região no celular?  É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta