Bastidores Em Pauta implora: salvem nossos idosos!

Enquanto os candidatos se aquecem nas redes sociais, a Justiça também começa a se movimentar devido a movimentação de partidos políticos. As Eleições 2020 prometem ser quentes nos bastidores e redes sociais e frias nas ruas.

JESUS DEU O START

É verdade que juridicamente falando, o prefeito Jesus Chedid deu o start nas movimentações (mesmo que indiretas) eleitorais. Ao solicitar à Justiça que suspendesse a decisão que o condena por improbidade administrativa, em razão da reforma do estádio do Bragantino, Jesus deu a entender que isto poderia eventualmente atrapalhar seu processo de reeleição. Seus advogados negam, mas também não explicam porque o pedido foi feito, se de fato este não impede à candidatura.

PSC x PODEMOS

A segunda movimentação jurídica nos bastidores da política envolveu o PSC, do vereador Ditinho Bueno e o partido PODEMOS. O partido social cristão acusou o pré-candidato à prefeito e o pré-candidato à vice de campanha antecipada nas mídias sociais. O Juiz Eleitoral entendeu que a denúncia era pertinente e mandou que a publicidade fosse removida.

CAMPANHA ANTECIPADA

Com a pandemia da COVID-19 e a importância do distanciamento social muitos candidatos tem trocado os pés pelas mãos, seja no Facebook e Instagram ou presencialmente. Mesmo aqueles “velhos de guerra”.
É um grande desafio conquistar o eleitor. Reuniões presenciais seguem por aí, e muitos pré-candidatos acabam tirando fotos sem máscaras e postando nas redes sociais. Pega mal. E muito. O tribunal da internet não perdoa.

Outros, além das reuniões seguem com a campanha nas redes sociais e se esquecem que ainda estamos em período de pré-campanha. Um passo em falso pode ser fatal.

PÁGINAS DE “NOTÍCIAS”

E você eleitor tem que ficar atento não só a isto, mas por onde você se informa. Se antigamente em ano eleitoral havia proliferação de jornais impressos que misteriosamente chegavam gratuitamente na porta de sua casa, este ano o que dobrou é o número de páginas de “notícias” no Facebook. Então, tenha muito cuidado. Jornalismo é informação e não manipulação.

ENGORDOU

Quem também engordou nesta pandemia foi a Imprensa Oficial de Bragança Paulista. Não com dados técnicos de compras, licitações, balancetes financeiros e demais atos. E sim com páginas de notícias da Administração. Se antes, a Prefeitura reservava uma página para este tipo de informação, agora, com a aproximação da eleição, as páginas enaltecendo as obras da Prefeitura se multiplicaram para duas, três ou até quatro páginas. Felizmente o conteúdo não é mais impresso!

COMUNICAÇÃO NOTA ZERO

O prefeito Jesus Chedid, sempre recebeu o Em Pauta em seu gabinete com muita atenção e respeito. É nosso leitor assíduo. Semana passada nos ligou, para falar de um pacotão de obras que pretende fazer no município. Estava super empolgado com as obras e pediu uma força na divulgação. Disse que sua assessoria de Comunicação iria nos enviar uma lista, com detalhes do que será executado e valores de investimentos.
Não recebemos, embora a gente saiba que outros colegas receberam.
Alô, prefeito! Avisa sua Secretaria de Comunicação que o Em Pauta, é o jornal mais lido da cidade na internet e que quando eles tentam nos boicotar, boicotam o senhor e a população. Seguiremos firmes no nosso trabalho.

PANDEMIA DA DESINFORMAÇÃO

Neste final de semana o balanço da COVID-19 atrasou em uma hora e meia. Não custa avisar a imprensa sobre o assunto afinal, os profissionais de plantão no final de semana, ficam esperando. Também não custava avisar com antecedência que na sexta não teria pronunciamento da secretária de Saúde. Com uma mensagem no grupo de pauta da Prefeitura do WhatsApp, todos seriam avisados e ninguém perderia tempo. É muito difícil ter transparência e agilidade nas informações?

OBRIGADO PELO RECONHECIMENTO

Recebemos por Correio um requerimento da Câmara Municipal assinado pelos vereadores Quique Brown, Basílio Zecchini Filho e Marcus Valle, nos parabenizando pela seleção do Google News Initiative para receber um Auxílio do Fundo Emergência, pela cobertura que temos feito das questões locais e pandemia da COVID-19.
Aos três, nosso muito obrigado. Seguiremos firmes no nosso propósito de informar com ética, responsabilidade e imparcialidade.

QUIQUE X BETH E A FM 102

Na última sessão ordinária da Câmara Municipal o vereador Luis Henrique Duarte (Quique Brown) utilizou o espaço de interesse pessoal e ligou sua metralhadora contra a rádio FM 102, de propriedade da Família Chedid.
Segundo o vereador, “aquela radiona (sic) do interior, sem um pingo de ética, profissionalismo zero. Parece grupo do WhatsApp do Bolsonaro”, disse.
Enquanto Quique disparava contra a emissora, o radialista do programa matinal e o neto do prefeito Jesus Chedid (dono da rádio), a presidente da Câmara, Beth Chedid interrompeu Quique nada menos que 11 vezes.
Nas interpelações, alegava que Quique não estava tratando de assuntos pessoais, conforme manda o regimento.

SIDINEY FALTOU!

Depois de afirmar na tribuna que “A diferença da academia para a igreja é que na igreja tem Deus”, o vereador Sidiney Guedes, do Patriotas, não deu as caras na última sessão do Legislativo.
Sua próxima aparição pública ocorreu na sexta, durante uma assinatura de ordem de serviço da Prefeitura local. Inclusive, na mesma data, a Bragança Paulista passou para a Fase Amarela do Plano São Paulo e as academias puderam voltar a funcionar.
Com alunos, profissionais da educação física e inclusive Deus, para aqueles que acreditam na onipresença dele.

Semana que vem, tem mais Bastidores Em Pauta

Quer receber notícias de Bragança Paulista e região no celular?  É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta