Bastidores Em Pauta Coluna 01

Prefeito e presidente claro que têm o direito de nomear e demitir seus funcionários. Aliás, qualquer patrão tem. Mas algumas demissões, no mínimo, cheiram mal, pois parecem perseguição pura.

A semana foi marcada por várias delas. A começar pelos jornalistas da ESPN, como por exemplo, Juca Kfouri, que recentemente entrevistou o ex-presidente Lula na cadeia.

Além disso, o presidente Jair Bolsonoro demitiu o delegado Ricardo Saadi e isto não caiu bem na Polícia Federal e nem soou bem para quem tanto cobra combate a corrupção e nova política.

Bragança Paulista entrou na onda destas demissões “inexplicáveis”. Tânia Clemente do programa de DST-HIV, depois de 28 anos de trabalho exemplar, foi exonerada na sexta-feira, 16. A notícia caiu como uma bomba nos bastidores da política, na saúde e em toda a cidade.

A sensação que todas estas demissões nos deixam é que não é permitido mais ter opinião e executar um bom trabalho.

PROMESSAS DE CAMPANHA

Às vésperas de ano eleitoral é normal que os candidatos façam promessas por aí…

Antigamente se prometia no programa eleitoral e em comícios e depois quase ninguém lembrava mais.

Agora a internet, está aí para nos ajudar a relembrar e cobrar.

3 MIL MORADIAS

O prefeito Jesus Chedid, por exemplo, em 2016, prometeu 3 mil novas casas populares. “Nós vamos construir sim, com ajuda do Edmir”, disse empolgado em cima do palanque político.

Dá uma olhadinha no vídeo:

Já se passaram quase 3 anos de mandato e nada. Inclusive nada foi feito de infraestrutura no entorno das moradias entregues pelos adversários.

SERÁ QUE AINDA DÁ TEMPO?

Bem, queríamos perguntar isto ao prefeito e também saber mais sobre o programa de habitação desta administração, mas o secretário de Habitação, não aceitou ou não foi autorizado a gravar com a gente.

Além disso, continuamos esperando o prefeito agendar o dia que irá no nosso programa Em Pauta Entrevista. Falar que vai, ao vivo, ele falou, mas será que tem alguém que não está deixando ele confirmar a presença?

SENTAMOS PARA NÃO CANSAR

Também continuamos esperando uma resposta da Divisão de Imprensa da Prefeitura sobre um acidente envolvendo uma máquina da Secretaria de Serviços e um funcionário, durante obra no Jardim da Fraternidade.

Aliás, enviamos o questionamento também pelo E-SIC, sistema de transparência. E nada.

Sentamos, para esperar e não cansar. 

O PODER PÚBLICO E A IMPRENSA

Com os episódios de vazamentos de conversas entre juízes e promotores a nível federal, muito se tem falado no relacionamento entre políticos e imprensa.

Você já se perguntou até onde os políticos influenciam as manchetes locais?

Pois bem, esta semana, em um grupo de WhatsApp um secretário municipal chegou a questionar se dava tempo de alterar um jornal local.

COMO É QUE É?

É isto mesmo. Um secretário questionou se ainda dava tempo de mudar o jornal. É isto que entendemos? O secretário estava querendo interferir na linha editorial do jornal?

Coincidência ou não, minutos antes, inclusive, uma manchete que falava de uma recomendação contrária do TCE à subvenção do Carnaval já tinha sido suprimida do tal jornal.

Rapidamente o secretário percebeu que ali não era lugar para aquilo e apagou a mensagem.

Bem, nós vimos o que ele escreveu. E Deus também. Estamos de olho….

 E O PT?

Embora o último programa Em Pauta Entrevista tivesse como tema Habitação, coincidentemente, dois dos entrevistados são figuras públicas do Partido dos Trabalhadores (PT).

Também perguntamos a eles sobre as atividades partidárias.

Segundo Bruno Leme, presidente da ACOHAB que foi candidato à prefeito pelo partido em Bragança na última eleição ele é sim pré-candidato em 2020. Só não revelou ainda se a prefeito ou vereador.

Já Márcio Barros, que chegou a ser candidato a vereador em 2016, mas depois retirou a candidatura disse que neste momento, está focado na família.

FALANDO EM PT…

Nesta semana o ex-prefeito Fernão Dias esteve com o candidato derrotado à presidência, Fernando Haddad, durante o lançamento de um livro na capital.

Será que o partido terá candidatura em Bragança?

TURISMO DO MORANGO E DA LINGUIÇA

A vizinha cidade de Atibaia lançou nesta semana uma campanha para fomentar o turismo na cidade. Materiais impressos informativos, um novo guia e até um vídeo institucional foram lançados. Além disto, o município encontra-se em plena divulgação gratuita na mídia, devido ao samba enredo da escola de samba Tatuapé .

Enquanto isto, em Bragança, temos uma competente turismóloga como secretária de Cultura e Turismo, mas ao que parece, não deve ser devidamente ouvida, infelizmente.

Passados mais de dois anos e meio de governo não se viu nenhuma ação concreta para esta área e se quer um chefe de Divisão para esta área foi nomeado. É preciso fazer mais, a linguiça sozinha não atrai turista e não gera renda.

CAFÉ QUENTE

O nosso café quente da semana é duplo e vai acompanhado de muita torcida para Lima, no Peru. O café vai para os atletas Daniel Dias e Andrey Garbe, que embarcam na terça-feira, 20, para o Parapan-Americano. Boa sorte aos nadadores!

CAFÉ FRIO

O nosso café frio, sem açúcar e daqueles que ninguém gosta de tomar, vai para a Secretaria Municipal de Saúde, Marina de Fátima Oliveira. Ela demitiu na sexta-feira, 16, Tânia Clemente, da coordenação do programa de DST-HIV de Bragança Paulista.

Tânia é referência quando o assunto é DST e AIDS, executava o trabalho em Bragança Paulista com maestria há 28 anos. A demissão, aliás, foi feita sem qualquer justificativa revoltando todo mundo ! Se tem algo na saúde pública em Bragança Paulista, que entrava governo e saia governo sempre funcionou era o programa coordenado por Tânia Clemente.

Quem perde não é a servidora. É Bragança Paulista. Lamentável.

Até semana que vem….!!

Deixe uma resposta