Bastidores Em Pauta Coluna 01

A coluna Bastidores Em Pauta de hoje exige: respeito ao Bragantino!

RECORDAR É VIVER!

Se tem muita gente de olho no futuro do Bragantino por causa da parceria com a Red Bull, nós não vamos deixar de olhar para o glorioso passado.

Se o nome do time vai mudar ou não, se o escudo vai mudar ou não, os novos gestores, uma hora vão ter que explicar.

A gente está de olho na preservação da história do Massa Bruta. Não é toda cidade que tem um time Campeão Paulista e vice-campeão Brasileiro. Não é todo time que teve como técnico mestres como Parreira e Luxemburgo. Respeito, por favor!

HISTÓRIA EM FOTOS


E por falar em histórias do Braga, o Joel Mancinelli, que esteve no Em Pauta Entrevista da semana passada tem várias fotos históricas do Bragantino. Todas devidamente identificadas e organizadas.

Ele inclusive nos cedeu esta espetacular do Bragantino contra o São Bernardo, em 1986. O jogo foi 0 a 0, mas o que de fato marcou foi que o Braga teve que empresar uniforme da Ponte Preta para poder entrar em campo. Histórico, né?

Tomara que alguém olhe para estas fotos e o trabalho histórico realizado com carinho!

CADÊ AS TAÇAS?

E já que estamos falando em história do Bragantino, queremos saber cadê as taças de Campeão Paulista de 1990 e vice Brasileiro de 1991? Isto faz mais do que parte da história do Braga. Faz parte da história da cidade e do futebol.

Onde estão?

Alô Red Bull, que tal um museu com a história do Braga? Alô Prefeitura, que tal uma sala no Centro Cultural dedicada a história do futebol em Bragança Paulista?

RAPIDINHA E SILENCIOSA

Se na semana passada a sessão da Câmara Municipal foi quente na terça-feira, 23, foi rapidinha e sem discursos.

O que será que fez com que os nobres vereadores ficassem todos caladinhos? Nada de troca de acusações, discursos ou debates calorosos. Vereadores de oposição e situação ficaram todos caladinhos. No mínimo incomum.

TODO MUNDO QUER SABER

Assim como na sessão, no grupo Chedid também está todo mundo caladinho sobre quem será o sucessor do prefeito Jesus.

Ontem, 26, foi dia dos avós. E com quem o prefeito aparece na foto? Com Vitor Hugo, filho do deputado Edmir Chedid.

Todo mundo quer saber porque Vitor Hugo no post e não a Laila, outra filha do Edmir?
Porque não os filhos do Elmir? Porque não os filhos da Erica?

Em meio a tantos netos, um foi escolhido estrategicamente… ou será mera coincidência?

Todo mundo quer saber…

CANIL DE AMPARO PORQUE?

Por pelo menos duas vezes, o Canil da Guarda Civil de Amparo veio para Bragança Paulista para dar apoio a ações da Polícia Civil local.
Se a Guarda de Bragança tem Canil há pelo menos uma década, porque eles não foram chamados?

MAGALI NO EM PAUTA ENTREVISTA

No nosso último programa recebemos a atriz mirim de cinema, Laura Rauseo que interpreta a Magali no filme Turma da Mônica Laços. Além de super talentosa ela é um encanto de criança. Mostrou uma afinidade incomparável frente às câmeras e uma simpatia nos bastidores com os fãs que as aguardava no estúdio.

Ela que, aliás, é de Bragança já está convidada a voltar no programa especial do Dia das Crianças!

Se você perdeu, ainda da tempo de conferir no nosso Facebook.

CAFÉ QUENTE

Para o nosso parceiro e amigo Fabiano Pires, presidente do Asilo Vila São Vicente de Paulo, que vem desempenhando um ótimo trabalho frente a esta respeitada entidade e que realizou uma brilhante Festa Julina. O sucesso foi total!

CAFÉ FRIO

O nosso café frio vai para a Capitão Camila que coordenou o policiamento no jogo do Braga x Ponte Preta. É preciso ter estrutura para revistar ônibus na estrada e fiscalizar o transporte e a soltura de rojões nas proximidades do estádio. É lei na cidade!

É inadmissível que o adversário chegue no estádio para o segundo tempo do jogo, um desrespeito.

O clube investiu na reforma dos vestiários para receber bem os visitantes. A competição tem jogos de volta e o torcedor bragantino, não merece sofrer fora o que os adversários sofreram aqui.

Não bastasse isto, o nosso café frio vai duplamente para ela, que proibiu o Bar do Rosário de abrir durante a mesma partida, alegando que o local era rota de fuga. Pois bem, o bar não saiu do lugar. Está lá há anos lá e já forneceu lanches, bem como bebidas à torcida durante jogos com público até maior do que de terça. O que mudou?

Se o campeonato não chegou nem ao meio e está assim, imagina se o Braga realmente ficar entre os quatro primeiros e subir?

Até semana que vem !

 

Deixe uma resposta