Você adora saborear um bom vinho?

Estudos mostram que o vinho, consumido moderadamente, oferece redução do colesterol ruim e aumento do colesterol bom, mas, e para os seus dentes, você já se perguntou quais os efeitos do vinho?

Pensando na sua saúde bucal a reportagem do Bragança em Pauta conversou com a doutora Luciana Leme Martins Kabbabe, especialista em dentística restauradora e estética dental que alertou que o consumo de vinhos pode causar erosão nos dentes e deu várias dicas sobre o assunto.

“Ninguém precisa parar de consumir vinho ou outras bebidas ácidas, mas quando ingerir algo desta natureza é importante esperar meia hora para realizar a escovação, pois assim a saliva terá tempo para transformar o PH ácido em PH básico, que é o PH ideal para a boca. Deixe a saliva trabalhar”.

Estudos sobre o efeito do vinho nos dentes foram realizados pela dentista alemã Britta Willershausen e mostram que o vinho branco causa mais danos aos dentes do que o vinho tinto.

“Uma substância ácida que está presente no vinho branco corrói o esmalte dos dentes de forma muito mais agressiva do que o vinho tinto”, salienta.

Luciana A doutora Luciana explica ainda que não importa a quantia de vinho que você bebeu, o ano de fabricação, ou a qualidade do vinho.

“O que determina a corrosão no esmalte dos dentes é o PH do vinho e o tempo de contato com os dentes, portando não demore para engolir e nunca bocheche o vinho”, explica.

Além de esperar meia hora para a escovação a nossa entrevistada ainda dá outra dica importante.

“A combinação queijo e vinho não é apenas saborosa. É uma combinação perfeita para os dentes. A mistura destes dois ingredientes pode anular o efeito nocivo do vinho, graças ao cálcio presente no queijo, ou seja, exatamente a substância que o vinho corrói”.

Esperar meia hora para realizar a escovação também é uma dica válida quando você bebe refrigerante ou suco de limão.

“Estas bebidas causam micro abrasão, ou seja, perda de esmalte sobre a superfície dos dentes. Com estes “minis” buracos no esmalte aumentam as chances do seu dente ficar manchado devido ao consumo de outros alimentos com pigmentos como café e açaí”, disse.

A doutora Luciana explica ainda que muita gente ao fazer clareamento questiona porque o procedimento não é tão eficaz nos seus dentes como no de outros familiares e amigos, então ela explica sobre os danos que podem ser causados devido ao consumo do vinho e do refrigerante.

“Muitos pacientes ficam surpresos e relatam que não sabiam que a sensibilidade causada nos dentes ao ingerir alimentos ou bebidas muito quentes, geladas ou doces também é gerada pela corrosão no esmalte provocada pelas bebidas ácidas”.

Além da sensibilidade dentária são sinais de erosão: a descoloração dentária (aparência amarelada) e a transculência (dentes mais transparentes).

Lesões na forma de taças, na superfície da mastigação dos dentes também são sinais de erosão.

“Se você apresenta um destes sinais não precisa parar de tomar seu vinho ou refrigerante. Procure um dentista de sua confiança para que ele possa lhe passar um tratamento adequado. Viver bem e com qualidade de vida requer dentes saudáveis em todas as idades”, finaliza.

A doutora Luciana atende no Centro Odontológico Martins, que fica na Praça Raul Leme nº 200, no Edifício Centro Liberal.

Quer conhecer mais sobre saúde bucal? Visite o site do Centro Odontológico Martins www.centroodontológicomartins.com.br, na aba COM Midia você encontrará artigos de profissionais sobre vários assuntos relacionados a saúde bucal. Vale a pena conferir!

Quer sugerir algum tema de reportagem sobre qualidade de vida, saúde, bem-estar? Entre em contato com a gente pelo redacao@bragancaempauta.com.br.