Você está planejando uma viagem, mas ainda não escolheu o seu destino? Já tem ideia da cidade ou país, onde quer ir, mas ainda não tem um roteiro definido? Em parceria com a agência de viagens Antaris Travel, o Bragança Em Pauta vai te ajudar a escolher o melhor roteiro e tornar suas férias inesquecíveis. Na primeira reportagem com dicas de viagens falamos das maravilhas de Foz do Iguaçu. Hoje, 6,  o especialista em viagens, Cláudio Lutzkat, dará dicas sobre Bento Gonçalves, nas Serras Gaúchas.

Bento Gonçalves fica a 120 km de Porto Alegre, de onde chega a maioria dos voos. Aliás, a primeira dica dele é alugar um carro na capital e subir a serra até Bento, aproveitando para conhecer também as cidades vizinhas.

O município de Bento Gonçalves é uma das cidades que compõe o famoso Vale do Vinhedo nas Serra Gaucha no Rio Grande do Sul. A cidade  é conhecida como a capital da uva e do vinho no Brasil. E como capital do vinho, é claro que é lá que ficam as maiores e melhores vinícolas do Brasil. Você já pensou em conhecer uma de perto?

Cláudio LutzKat ressalta que a viagem é uma ótima opção  para quem não tem muitos dias para viajar. Ele sugere um passeio de 5 dias pelo Vale dos Vinhedos – Bento Gonçalves.  A Antaris Travel conta com alguns pacotes com saídas programadas, por exemplo, para os dias 30  de janeiro, 6 ou 13 de fevereiro.

Informações sobre estes pacotes podem ser obtidas no link: https://www.antaristravel.com.br/bento-goncalves. 

O que você vai fazer nas vinícolas de Bento Gonçalves?

Para Cláudio Lutzkat  o passeio pelas vinícolas é uma experiência única.  “Você fará passeio pelas parreirais e pisa das uvas. Receberá dicas de harmonização de vinhos e participará de degustações. Além disso, irá apreender um pouco mais de vinho. Também irá participar da colheita da uva, é claro, dependendo da época do ano”, afirma.

O passeio pelas vinícolas, de acordo com ele, conta com guia local.

Além de Bento Gonçalves, ele indica também a ida às cidades de Garibaldi e Monte Belo do Sul. Juntas com Bento Gonçalves, formam o Vale dos Vinhedos.

“O Vale representa o legado histórico, cultural e gastronômico deixado pelos imigrantes italianos que chegaram à região em 1875”, afirma recomendando o passeio.

Os vinhos do Vale dos Vinhedos apresentam identidade. “São os únicos vinhos no Brasil a deterem Denominação de Origem. A região foi a primeira no país a ser reconhecida como Indicação Geográfica. – DOC.  Com isto a origem dos vinhos é garantida pela Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedo (Aprovale)”, diz.

Quando viajar para Bento Gonçalves?

Cláudio LutzKat ressalta que o destino é encantador em todas as épocas do ano. De acordo com ele as visitas as parreirais e as vinícolas podem ser feitas durante todo o ano, no entanto, quem quiser ver a colheita, tem que aproveitar a temporada.  “A colheita das uvas é realizada entre os meses de dezembro e março, por isto para quem faz questão de conhecer uma, indicamos este período para a viagem”, diz.

Bento Gonçalves recebe cerca de 800 mil visitantes todos os anos. Se por um lado a colheita de uvas é feita no verão, tem muita gente que prefere visitar acidade no inverno, quando a temperatura chega a três graus.

E agora? Conferir uma colheira de uva ou saborear um delicioso vinho em pleno inverno? Seja como for, certamente será um ótimo passeio.

Algumas vinícolas, segundo o especialista da Antaris Travel, contam com hotéis e pousadas. Outras possuem restaurantes. Assim, além da degustação de vinhos, os visitantes podem participar de refeições harmonizadas. Nestas refeições aprendem como combinar pratos e bebidas.

Como as vinícolas do Vale dos Vinhedos são próximas, Cláudio Lutzkat afirma que é possível ir de uma a outra de carro, visitando várias em apenas um dia. “Para quem gosta de viver aventuras, há a possibilidade de conhecer a região de bicicleta”, afirma.

Marcas de bons vinhos de Bento Gonçalves

Em Bento Gonçalves ficam vinícolas das marcas Miolo, Casa Valduga, Aurora, Cordelier, Santon, Geisse, Don Laurindo e Marco Luigi. ” Você não precisa sair do Brasil para provar bons vinhos. Prova disso são as vinícolas da região sul, com rótulos já consagrados no mercado, como Miolo, Casa Valduga e Torcello”, ressalta Cláudio LutzKat.

É de dar água na boca, só de imaginar, não é?

“Passear em uma vinícola  é uma verdadeira viagem sensorial, com paisagens apaixonantes, aromas elaborados e sabores inesquecíveis”, diz.

Além das vinícolas, ele acrescenta que os estabelecimentos e as charmosas pousadas e hotéis aproveitam a tranquilidade rural e garantem uma experiência única para seus hóspedes. “Os restaurantes da região capricham nos grostolis, cucas, chimias, queijos, embutidos, biscoitos e outras delícias. Além de comer muito bem, você vai querer levar tudo para casa!”, conclui.

Crianças podem visitar vinícolas?

Quem acha que o passeio é só para casais se engana. Apesar de ser um destino muito procurado por casais, a cidade atrai também famílias. Tem vinícolas que oferecem  oficinas de drinks infantis não alcóolicos para as crianças “É uma opção divertida para as crianças enquanto os pais realizam o curso de harmonização”, ressalta.

Pacotes para Bento Gonçalves custam em torno de R$ 1.670,00.

Se você gostou das dicas e quer saber ainda mais sobre o roteiro ideal em Bento Gonçalves é só acessar o site da Antaris Travel: https://www.antaristravel.com.br/bento-goncalves  

Há dicas no site, por exemplo, sobre quais são as uvas produzidas no Sul e quais castas dão origem aos melhores vinhos gaúchos. Assim, você já vai entrando no clima da sua próxima viagem.

Se você vai deixar Bento Gonçalves para uma outra oportunidade e também acha que Foz do Iguaçu, não é o seu destino favorito, fique sempre de olho na aba Turismo. Toda semana teremos uma novidade.

Caso você queira sugerir um destino a ser explorado pelo nosso especialista é só enviar e-mail para: redacao@bragancaempauta.com.br

 

Deixe uma resposta