Bragança encerra ano com mais de 6 mil casos de COVID-19 e UTIs lotadas

O ano de 2020 chega ao fim como um ano que ficará marcado na história mundial por causa da pandemia da COVID-19. E Bragança Paulista encerra o ano com mais de 6 mil casos confirmados da doença 102 mortes, e UTIs lotadas e ainda sem perspectiva de início da vacinação.

O boletim de hoje da Prefeitura de Bragança Paulista indica que há 45 moradores de Bragança Paulista internados com suspeita ou confirmação da doença.

As 45 internações são em leitos SUS e particulares.  No total são 23 pacientes internados já com confirmação de coronavírus. No dia anterior eram 19. Além disso, 22 pacientes aguardam resultados dos exames. No dia anterior eram 27.

A taxa de ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Sistema Único de Saúde (SUS) subiu de 104,7% para 109,5%  A taxa maior do que 100% indica que há pacientes com COVID-19, sendo atendidos em leitos que não são para tratamento exclusivo da doença. A Prefeitura de Bragança Paulista que já havia anunciado a contratação de mais 10 leitos no Hospital Bragantino com verba do Estado, antes do Natal, divulgou novamente ontem, que a contratação foi autorizada. Os leitos, no entanto, ainda não estão sendo usados.

O número de internações regionais em leitos de enfermaria SUS se manteve em 70%.

Outros números

No boletim de hoje a Prefeitura de Bragança Paulista confirmou mais 75 casos de COVID-19. Ou seja, dos 6339 pacientes positivos, desde o início da pandemia, 4732 estão recuperados. Além disso, 1482 seguem em isolamento domiciliar.

Além disso, a Prefeitura aguarda o resultado de 1141 exames. No dia anterior 1170 exames ainda estavam sem resposta.

Ainda no boletim de hoje, a Prefeitura contabilizou 99 novas notificações de casos suspeitos em 24 horas, bem como registrou 53 casos descartados. Desde o início da pandemia são, portanto, 13.526 notificações.

Balanço de mortes

O boletim de hoje não trouxe o registro de novas mortes em decorrência da COVID-19.  Até agora, o mês de dezembro registra doze mortes confirmadas de COVID-19. O triplo de mortes de novembro, que registrou 4 mortes em decorrência da COVID-19. E se iguala a outubro em número de mortes.

Das 102 mortes registradas desde o início da pandemia, aliás, 51 pacientes eram homens e 51 eram mulheres, sendo que 18 vítimas fatais tinham menos de 60 anos. Já as outras 84 vítimas tinham 60 anos ou mais.

Do total de mortos, 22 eram moradores de asilo, sendo 12 do Jardim Público, 9 do asilo da Vila Bianchi, bem como 1 da Casa São Luiz, que abriga freiras idosas.

Agosto e setembro são os meses com maior número de mortes até agora, sendo 21 óbitos confirmados para COVID-19 em cada um dos meses.

INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás é fácil. Acesse o link: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?
É só clicar aqui: 
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta