Bragança registra taxa de ocupação de UTI de 84,6% nesta segunda-feira. Município chegou a 1100 casos confrmados da doença, sendo 233 em sete dias.

Nesta segunda-feira, 20, Bragança Paulista registrou uma taxa de ocupação dos leitos regionais de UTIs para tratamento de  COVID-19, de 84,6%.   Além disso, o município totalizou hoje, 1100 casos confirmados desde o início da pandemia. Nas última 24 horas, foram confirmados mais 16 casos do novo coronavírus.

Dos 16 novos pacientes de acordo com a Secretaria de Saúde, 15 estão em isolamento domiciliar. Um paciente, de 55 anos, está internado em leito de UTI.

Além disto, conforme os dados apresentados em boletim, dos 1100 pacientes testados positivos desde o início da pandemia, 575 são considerados recuperados, 24 pessoas morreram e 16 pacientes estão internados. No dia anterior os números de recuperados e de internados eram os mesmos.

A Secretaria de Saúde informou ainda que registrou e notificou ao Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas, mais 12 casos. Com isto, as notificações saltaram de 1896 no dia anterior para 1908. O boletim indica ainda que 8 casos foram descartados.

Com isto, portanto, das 1908 notificações, 1100 casos foram confirmados como COVID-19 e 636 descartados. Ao todo são aguardados os exames de 172 pacientes. No dia anterior aguardava-se os exames de 184 pessoas. Entre os casos aguardando os resultados, há 13 pessoas que estão internadas e um paciente que veio a óbito.

VEJA TAMBÉM:

Gráficos atualizados do Coronavírus em Bragança Paulista
Evento é realizado no Posto de Monta sem autorização do Estado

A taxa de ocupação das UTIs regionais que no sábado anterior chegou a 92,6% e ontem era de 75,5% voltou a subir para 84%. Dos 33 leitos disponibilizados, portanto, 28 estariam ocupados.

Vale lembrar que no sábado anterior, quando falava-se em 92% de ocupação o número de leitos regionais disponibilizados era de 27 e não 33. Na época, portanto, haviam 25 internados.

Já a taxa de ocupação de leitos de enfermaria que no dia anterior era de 63,3% voltou a cair e agora é de 50%.

No segunda-feira passada, dia 13, o número de casos confirmados era de 867. Como hoje são 1100 casos, isto indica 233 casos confirmados em sete dias. Na semana anterior, ou seja, entre os dias 6 e 13, foram confirmados 193 casos, ou seja, os últimos sete dias teve uma alta de 20,7% de casos.

PERFIL DOS PACIENTES

Dos 1100 pacientes positivos, 53 são crianças de 0 a 9 anos. Além disso, 57 são pré-adolescentes e jovens de 10 a 19 anos.

Na faixa etária de 20 a 39 anos, um total de 415 pessoas foram contaminadas, enquanto que 392 pessoas testaram positivo para COVID-19, na faixa etária dos 40 a 59 anos.

Com mais de 60 anos  testaram positivo para COVID-19, um total de 183 pessoas, sendo que 19 delas morreram.

As outras cinco pessoas que morreram, totalizando 24 óbitos confirmados por COVID-19, tinham 60 anos ou menos. Todas, de acordo com a Prefeitura de Bragança Paulista, tinham outras comorbidades.

Vale lembrar que o município tem ainda mais uma morte em investigação de um idoso, de 94 anos que faleceu no dia 14 e a morte foi divulgada dia 15.

INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista e região no celular?  É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta