Bragança registra mais 165 casos suspeitos de COVID e aguarda 1124 exames

O município de Bragança Paulista registrou nas últimas 24 horas mais 165 casos suspeitos de COVID-19. A informação está no boletim desta sexta-feira, 11, da Secretaria de Saúde. De acordo com o boletim, aliás, ao todo são aguardados os resultados de 1124 exames. Ontem, 1043 exames de pacientes com sintomas da doença estavam sem resultados.

Ainda no boletim de hoje a Prefeitura de Bragança Paulista confirmou mais  35 casos de COVID-19. Dos 5802 pacientes positivos, 4501 estão recuperados e 1203 seguem em isolamento domiciliar.

Como a Prefeitura registrou mais 165 notificações de casos suspeitos em 24 horas  já são 12.010 notificações desde o início da pandemia.

Além disso, foram descartados nas últimas 24 horas mais 49 casos.

Ocupação de leitos

A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) do Sistema Único de Saúde (SUS) que atendem Bragança Paulista e região conforme o divulgado hoje, 11, é de 87,5%, a mesma do dia anterior.

Seis novos leitos foram habilitados pelo Ministério da Saúde, ou seja, de 10 leitos disponíveis para atendimentos de COVID pelo SUS, a região passa a ter 16 leitos. São 10 no Hospital Universitário São Francisco e 6 na Santa Casa.

Já com relação a taxa de ocupação de leitos de enfermaria SUS, também regionais, a mesma é de 56,6%.

Quando o assunto são pacientes internados apenas de Bragança Paulista, com suspeita e confirmação de COVID-19, tanto em leitos SUS como particulares há hoje, 21 pessoas internadas. No dia anterior eram 14.

Sete já tem confirmação de coronavírus, no dia anterior eram 5. Além disso, 14 aguardam resultados dos exames. No dia anterior eram 9.

Balanço da mortes

Entre os mais de mil exames que a Prefeitura aguarda, esta o de uma idosa de 60 anos, que estava em leito de enfermaria e evoluiu a óbito na terça-feira, 8.

O mês de dezembro tem, por enquanto, apenas uma morte confirmada e esta morte em investigação.

Das 91 mortes registradas desde o início da pandemia, aliás, 46 pacientes eram homens e 45 eram mulheres, sendo que 14 tinham menos de 60 anos. Já as outras 77 vítimas tinham 60 anos ou mais.

Do total de mortos, 22 eram moradores de asilo, sendo 12 do Jardim Público, 9 do asilo da Vila Bianchi, bem como 1 da Casa São Luiz, que abriga freiras idosas.

Agosto e setembro, são os meses com maior número de mortes até agora, sendo 21 óbitos confirmados para COVID-19 em cada um dos meses. Novembro, no entanto, totalizou apenas 4 mortes confirmadas de COVID-19, o que indica considerável queda de mortes no município.

INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás é fácil. Acesse o link: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como região no celular? É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta