O mês de janeiro bateu o recorde de falecimentos em decorrência da COVID-19 em Bragança Paulista, desde o início da pandemia. Foram 23 óbitos durante o mês. O pico, até então, era dos meses de agosto e setembro. Na época foram registradas 21 mortes em cada um dos meses. Vale salientar, no entanto, que na oportunidade um surto de COVID-19 foi registrado nos dois asilos da cidade, causando a morte de diversos idosos.

O boletim de hoje da Secretaria de Saúde de Bragança Paulista registrou mais 5 mortes confirmadas de COVID-19, totalizando assim 126 mortes em decorrência da COVID-19, desde o início da pandemia.

As mortes do final de semana

Uma das vítimas é o jovem, Matheus Juliano, conhecido também como Big. Ele faleceu na sexta-feira, 29, depois de dias internado na UTI da Santa Casa de Bragança Paulista.  O Em Pauta, não teve acesso ao nome das outras vítimas já que, como de costume, a Secretaria de Saúde não divulga nome dos pacientes, apenas idade e sexo.

No sábado, 30, dois falecimentos foram registrados. O de uma senhora de 75 anos que estava internada em leito de UTI e o de um senhor, de  77 anos, que foi atendido pelo SAMU, mas não resistiu. Já no domingo, 31, uma mulher de  78 anos, que estava em leito de enfermaria evoluiu a óbito.

Ainda estamos no primeiro dia do mês e um óbito já foi registrado. A vítima é uma senhora de 64 anos, que estava em leito de UTI também não resistiu à doença.

Das 126 vítimas fatais da COVID-19, desde o início da pandemia, 63 pacientes que vieram a óbito eram homens, bem como 63 eram mulheres. Vinte e uma vítimas fatais tinham menos de 60 anos. Já as outras 105 vítimas tinham 60 anos ou mais.

Confira o gráfico com o número de mortes mês a mês:

Outros números

A Prefeitura de Bragança Paulista notificou ao Ministério da Saúde mais 97 casos suspeitos de COVID-19, nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, aliás, a Prefeitura realizou 16.778 notificações ao Ministério da Saúde, bem como realizou 37.454 testes. Nas últimas 24 horas, aliás, a Secretaria de Saúde registrou mais 101 casos confirmados de COVID-19.

Entre os 101 pacientes que testaram positivo hoje estão seis crianças, sendo um de 8 meses e as outras de  3, 4, 5, 6 e 10 anos.

O boletim de hoje também indica o descarte de 38 casos suspeitos.

Ao todo o município aguarda o resultado de 957 exames, sendo que destes, 943 pacientes estão em isolamento domiciliar, bem como 14 estão internados.

As internações

O boletim de hoje da Secretaria de Saúde indica que o município tem 40 pacientes que são moradores de Bragança Paulista  internados, tanto em leitos SUS como particulares. No dia anterior eram 44. Vale lembrar, que houve cinco falecimentos e por isto, a queda de internações.

Bragança é a segunda cidade com maior número de pacientes na região. Atibaia lidera com 68 internações.

Dos 40 moradores de Bragança Paulista internados, 26 pacientes já têm confirmação de coronavírus.  Além disso, 14 pacientes aguardam internados os resultados dos exames.

Já com relação a taxa de ocupação dos leitos regionais de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Sistema Único de Saúde (SUS) o boletim indica, aliás, que houve manutenção da taxa nas últimas 24 horas, em 90%.

Em contrapartida, a taxa de leitos de enfermaria voltou a cair e foi de  83% para 70%.

Vale lembrar, que ambas as taxas se referem a leitos regionais SUS, ou seja, leitos que atendem Bragança Paulista e mais 10 cidades da região. Ao todo o SUS disponibiliza 31 leitos de UTI, sendo 16 leitos no HUSF, 10 na Santa Casa de Bragança e 5 na Santa Casa de Socorro. Já quando o assunto são enfermarias são 30 no total,  sendo 30 na Santa Casa de Bragança Paulista.

INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás, é fácil. Acesse o link: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?
É só clicar aqui: WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta