O ano de 2016 foi um ano amargo para o Bragantino, que não conseguiu voltar para série A1 do Paulistão , permanecendo pelo segundo ano consecutivo na A2 e ainda amargou uma queda da série B do Brasileiro para a série C.

Depois de um ano de derrotas, queda e troca de treinadores, o Bragantino, quer esquecer a crise do ano passado e se não conquistar títulos, em 2017, pelo menos pretende alcançar o acesso à elite do futebol paulista e a volta a série B do Brasileiro.

A equipe estréia no Paulistão no  dia 29 de janeiro diante do Velo Clube, fora de casa, sob o comando do técnico Alberto, com objetivo de resgatar sua história e tradição.

O Bragantino foi fundado no dia 8 de janeiro de 1928, a partir de esportistas que atuavam na equipe Bragança Futebol Clube.

Confira video homenagem produzido pelo parceiro do Bragança Em Pauta,  narrador esportivo Bruno Mendes, com música Exaltação ao Bragantino do Compositor Airton Moraes e interpretação do Juca e da Vera.

 

HISTÓRIA DO BRAGANTINO

O primeiro presidente do Bragantino foi Ismael Leme (1928 á 1930).

Em 1947, o clube foi campeão amador do interior,  se profissionalizando em 1949, quando participou da Segunda Divisão do Paulista (atual Serie A3).

Em 1958, a família Chedid, assumiu o comando da equipe, através de Nabi Abi Chedid, que hoje dá nome ao estádio.

Em 1965, o Braga conquistou a ascensão para Primeira Divisão (atual Série A1). Mas no ano seguinte foi rebaixado.

Nabi Chedid  ficou no comando do Braga até 1977, quando assumiu o comando da Federação Paulista de Futebol (FPF) entre 79 e 81, e depois a vice-presidência da CBF de 86 a 89. A presidência do clube passou então para seu irmão Jesus Chedid.

Em 1988, o clube conquistou o título paulista da Segunda Divisão. e no ano seguinte, ou seja, em 1989, o Massa Bruta foi campeão da Série B e subiu para a Série A do Brasileiro, tendo como técnico o então iniciante Vanderlei Luxemburgo.

Em 1990, o Bragantino foi campeão do Paulistão, sob o comando de Luxemburgo. O Braga derrotou o Novohorizontino, após dois empates . A primeira partida foi 1 a 1 e a segunda 0 a 0..

Daquele equipe campeã, despontariam para o mundo, nomes com Gil Baiano, o volante, futuramente campeão mundial na Copa de 94 pela Seleção Brasileira, Mauro Silva, e o centroavante Silvio, que seria vice-campeão da Copa América pela Seleção Brasileira.

Em 1991,  o Braga foi vice-campeão brasileiro já sob o comando de Carlos Alberto Parreira.
O alvinegro, perdeu o titulo para o São Paulo, após uma derrota no Morumbi por 1 a 0 com gol de Mário Tilico e empate em 0 a 0  em Bragança Paulista.
Em 1992, o Braga disputou pela primeira vez a Copa Conmebol e nos anos que se seguiram foram diversos rebaixamentos.
Em 1998 Marquinhos Chedid assumiu a presidência do clube e em 2005 o Bragantino reconquistou o seu lugar na série A1 do Paulista.
Em 2006, o Braga foi vice-campeão da Copa Federação Paulista de Futebol, conseguindo vaga para a Copa do Brasil e em 2007 foi Campeão Brasileiro da Série C, sendo promovido ao Campeonato Brasileiro da Série B. Foi ainda semifinalista do Paulistão.
Ou seja, a equipe conseguiu ficar 10 anos na elite do futebol Paulista e 9 anos na série B do Brasileiro.
Que tal conferir alguns gols que marcaram a história do Bragantino? A narração é de Bruno Mendes, apresentador do programa Futebol Ousadia e Alegria, ao lado de Dú Lustosa. O programa é exibido na TV Altiora,  toda segunda feira das 21h as 22h. Vale a pena conferir.