Atualizada às 02h53

Uma briga familiar terminou em tragédia na noite desta sexta-feira, dia 1/º de dezembro, no Bairro Estiva do Agudo, na Zona Rural, por volta das 21h.

Segundo depoimento da mãe e do filho, de 15 anos, prestados à polícia, o garoto teria matado o pai para defender a sua própria vida e da sua mãe. O caso será investigado através de inquérito policial. A ocorrência aconteceu em um sítio bem distante e não havia outras testemunhas no local.

A Polícia Militar atendeu a ocorrência. A perícia também esteve no local.

Tudo aconteceu quando Edison da Rosa, de 46 anos, teria chego no sítio Nossa Senhora Nhá Chica, visivelmente embriagado e alterado e  partido para cima da mulher.

No momento da discussão, vendo a mãe ser agredida, as informações preliminares dão conta que o filho interviu na briga. O pai, teria ido então para cima do garoto que o desarmou e cometeu o crime.

Mãe e filho foram ouvidos no Plantão Central da Polícia Civil e liberados, já que a princípio, pelos depoimentos colhidos, na delegacia, a ação teria ocorrido em legítima defesa.

O caso, entretanto, deverá ser investigado através de inquérito policial.

O corpo de Edison da Rosa, foi recolhido  ao IML local para os exames necessários a fim de constatar inclusive o número de facadas.

Uma faca e duas lâminas foram apreendidas na cena do crime. Edison da Rosa, além de partir para cima da mulher e do filho teria jogado várias coisas no chão.

Edison da Rosa, era procurado pela Justiça, por falta de pagamento de pensão alimentícia.

 



1 comentário

Deixe uma resposta