Neste sábado, dia 30, aconteceu a convenção do PPS e na oportunidade os convencionais optaram por deixar a ata em aberto, a fim de que possam tomar a decisão até o dia 5 de agosto, se o médico Renato Frangini será o candidato a prefeito pelo partido, em chapa pura, ou se o PPS irá se coligar com outros partidos, tanto na composição da chapa para as eleições majoritárias quanta para as eleições proporcionais.

Ou seja, a novela para a escolha dos candidatos a prefeito e vice, por enquanto continua.

A convenção foi marcada por uma série de visitas de pré-candidatos e representantes de outros partidos e grupos políticos.

Por volta das 17h17, os pré-candidatos a prefeito Gustavo Sartori do PSDB, João Afonso Sólis (Jango), Joca Vasconcellos (PTB) e Rita Valle (PV) chegaram ao local acompanhados ainda do ex-prefeito José de Lima,  Régis Lemos, Arnaldo Carvalho Pinto, entre outros. O pré-candidato Rodrigo Pires Pimentel também passou um pouco mais tarde por lá.

A parte formal da convenção ainda não tinha se iniciado,

Frangini conversou com alguns integrantes do grupo em uma das salas e em seguida os visitantes foram embora, dizendo que se tratava de uma visita de cortesia.

Gustavo Sartori, ressaltou que o PPS e o PSB tem um bom relacionamento a nível estadual e que continuará conversando com Frangini, nos próximos dias para uma possível aliança.

Frangini iniciou então a convenção e colocou em votação a possibilidade de deixar a ata em aberto para que nos próximos dias possa dar continuidade as negociações.  A proposta foi aceita pelos convencionais por unanimidade.

Frangini, que perdeu a eleição em 2012, por apenas 21 votos mas chegou governar a cidade, por menos de um mês, devido a cassação de Fernão Dias, posteriormente revertida na Justiça, fez um breve discurso afirmando que estava muito feliz por todos seus amigos e companheiros de partidos que lá estavam, pois  passou por momentos duros ao deixar o Democratas, mas sempre pode contar com os amigos e a família.

O pré-candidato deixou o Democratas no início do ano, logo após a publicação da reportagem do Bragança Em Pauta, com Jesus Chedid, que na  afirmou que ele mesmo seria o candidato do grupo.

Após o discurso de Frangini, os pré-candidatos a vereador escolherem os números para a campanha e foi então que todos foram surpreendidos com a presença do deputado estadual Edmir Chedid.

O deputado disse que apesar de ter participado de mais eleições que Frangini aprendeu muito com ele no pleito de 2012 e pediu que deixasse a ata em aberto para que pudessem conversar, já que PPS e Democratas são muito bem alinhados no âmbito estadual e eles poderiam fazer uma composição também local.

Confira o vídeo com trecho do discurso de Edmir Chedid.

Frangini agradeceu a visita, disse que assim como a visita dos representantes dos outros partidos pouco antes, a visita de Edmir Chedid mostra que o PPS está no caminho certo e permanece aberto ao diálogo com todos.

Disse também para Edmir Chedid, que apesar de não terem conversado formalmente, quando se trata de amigos, o silêncio tem muito significado. Vale lembrar, que mesmo com a saída do Democratas, nunca Frangini criticou ou se posicionou contra o grupo Chedid.

Sempre com discursos ponderados e politicamente corretos, adotou uma postura de que não penderia para este ou para aquele lado e sim, pensaria em caminhar sempre olhando para frente, na reconstrução de Bragança Paulista.

A dúvida que fica é quem vai ganhar a disputa do cabo de guerra por Frangini?

De um lado o Democratas que quase o elegeu nas últimas eleições.

Do outro, partidos como PSB, PV, PSDB, PTB  que foram oposição à ele em 2012.

Será que realmente Frangini pode ser considerado a última e mais disputada bolacha do pacote?

Os 32.584 votos nas últimas eleições são seus ou de seu antigo grupo?

Será que ele abrirá mão de ser candidato a prefeito e aceitará coligação como vice? De qual destes grupos?

Perguntas não faltam. As respostas provavelmente somente no dia 5 de agosto, a próxima sexta-feira, quando terminam os prazos para as convenções e escolha dos candidatos. Até lá, muita surpresa pode acontecer.

Neste domingo mais duas convenções serão realizadas: a do PSDB e a do PSOL. A primeira acontece das 9h30 às 14h na Escola José Guilherme e a segunda a partir das 15h na Escola Paulo Silva, Renan Oliveira do PSOL, provavelmente será o primeiro candidato a prefeito a ser anunciado, já que pelo andar da carruagem, na convenção do PSDB também só deverão ser escolhidos os candidatos a vereador.