A Câmara Municipal de Bragança Paulista realiza nesta terça-feira, 2, a 22ª Sessão Ordinária do ano e votam, em 1º turno, o projeto de lei 20/18, de autoria da vereadora Rita Leme, que define o dia 18 de maio como Dia Municipal de Luta Antimanicomial.

Apesar de na pauta ter apenas um projeto de lei em votação, os vereadores irão votar na oportunidade três moções que se aprovadas seguem para o Executivo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



O vereador Ditinho Bueno do Asilo é o autor da moção 29/18, que requer do prefeito estudos para a implantação de um camelódromo municipal que concentre o comércio de ambulantes em um único local. A segunda matéria é de autoria do vereador Dr. Claudio, moção 30/18, e sugere a formalização de convênios com clínicas veterinárias da cidade para a atenção à saúde de animais domésticos da população carente. A moção 31/18, do vereador Basílio Zecchini Filho, encerra a ordem do dia com o pedido de envio de projeto ao Ministério das Cidades para a captação de recursos por meio do Programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana.

Na Tribuna Livre é esperada a participação de Telma Alves da Fonseca, a convite do vereador Sidiney Guedes. Moradora do bairro Mãe dos Homens, a munícipe sobe à tribuna para apresentar as reivindicações do local. O segundo inscrito é Bruno Leonardo Leme, apresentado pelo vereador Basilio Zecchini, com fala sobre a implementação do Empreendimento Bragança Paulista J, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida.

 As sessões ordinárias acontecem no plenário da Câmara Municipal, às 16h (Praça Hafiz Abi Chedid, 125 – Jardim América), podendo ser acompanhadas pela internet, no sitewww.camarabp.sp.gov.br, ou pela TV Alesp, da operadora NET.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *