No próximo domingo, dia 20, é comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra e também dia de Zumbi dos Palmares.

O Dia da Consciência Negra foi instituído oficialmente em âmbito nacional mediante a lei nº 12.519, em 10 de novembro de 2011.

A data, é considerada feriado em cerca de mil cidades em todo o país e em alguns estados como Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro.

Em Bragança Paulista, o dia da Consciência Negra é celebrado com feriado desde 2010, mas somente a partir de agora, será feriado realmente no dia 20, já que os vereadores aprovaram uma mudança na lei que, até então, transferia a data da comemoração para a segunda ou sexta-feira, dependendo do dia de semana em que o dia 20 ocorria.

O dia 20 de novembro foi escolhido para a comemoração  por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

Zumbi dos Palmares foi o último dos líderes do Quilombo dos Palmares, o maior dos quilombos do período colonial.

Para comemorar o Dia de Zumbi dos Palmares e Dia da Consciência Negra, a Associação Bragantina de Umbanda e Candomblé (ABUC), que tem como presidente o Pai Bil de Xangô, realizará  a “Caminhada Zumbi dos Palmares”.

A concentração acontecerá a partir das 8h30 na praça Princesa Isabel, em frente a Igreja do Rosário.

A previsão é que a caminhada tenha início as 9h em direção a praça Jacinto Osório. O grupo seguirá pela  Rua Cel. João Leme até a Avenida dos Imigrantes. De lá, eles seguirão pela Avenida Jucelino K. de Oliveira até a Praça Jacinto Osório, onde haverá o plantio de uma árvore.
 
Segundo o grupo, o plantio e caminhada, além de comemorar o Dia de Zumbi e da Consciência Negra tem como objetivo comemorar a inclusão da Matriz Africana e da Cultura Afro Brasileira no Conselho Municipal de Políticas de Cultura, bem como a mudança na lei referente ao feriado do dia 20.
“Parece pouco, mas isso representa o verdadeiro valor da cultura Negra em nosso município! Esta árvore irá crescer e perpetuar o momento histórico de lutas, combates e resistência! A vitória é cotidiana assim como a luta pelo espaço e contra o preconceito, seja ele racial, institucional, de gênero, ou religioso!”, afirma em nota a ABUC.
 Outras informações podem ser obtidas pelo telefone:  9-9292-2168.