O ano de 2016 nem terminou ainda, mas com a definição jurídica com relação ao registro de candidatura de Jesus Chedid, representantes e membros de escolas de samba não pensam em outra coisa: terá ou não Carnaval em 2017?

Pensando naqueles que estão ansiosos por esta reposta a reportagem do Bragança em Pauta entrou em contato com o presidente da Liga das Escolas de Samba, Paulo Rogério de Oliveira, mais conhecido como Paulinho do Barril que informou que está agendando uma reunião com o futuro prefeito.

O Carnaval em 2017 acontece no final de fevereiro, entre os dias 25 e 28, ou seja, são menos de 60 dias para que as escolas preparem o desfile. Será que dá tempo?

Algumas das escolas já tem pelo menos samba enredo, porém é necessário pensar em carros alegóricos, fantasias e outros detalhes.

Vale lembrar, que no ano passado, apenas Nove de Julho e Dragão Imperial desfilaram já que a Prefeitura não concedeu às entidades subvenção. Com isto, o  Carnaval foi bem mais modesto, o público foi extremamente pequeno.

Diante de toda  esta indecisão, muita gente que gosta de Carnaval e está acostumado a desfilar acabou se programando para participar de desfiles em São Paulo e no Rio de Janeiro o que gera ainda mais dificuldades para as escolas.

Além de conversar com o presidente da LIESB, a reportagem do Bragança em Pauta, também conversou com Jesus Chedid sobre assunto.  E ele foi categórico: vai ter Carnaval !

“Vai ter Carnaval sim. Não vai ser do jeito que nós queríamos que acontecesse porque, pelo jeito, a situação financeira não permite, mas vai haver Carnaval sim. Vai ter Carnaval, vai ser bem restrito, não é aquela festa que eu gostaria de fazer, mas vai ter sim. E não vai ser cobrado nada”.

Jesus Chedid disse ainda que agendará para os próximos dias uma reunião com a LIESB e o presidente das escolas para tratar sobre o evento.

“Já me reuni com eles, durante a campanha. Vou reunir durante a semana com eles para ultimar o detalhes do Carnaval.”

As perguntas que ficam são: será que em 2017 haverá subvenção para as escolas ou não? A Prefeitura irá investir em infraestrutura como arquibancadas, banheiros e jurados ?

As escolas irão desfilar caso não haja subvenção?