Fotos: Guto lá Salvia

Na manhã de quinta-feira, 9, um carreta derrubou semáforos, postes e placas de sinalização de trânsito. O caminhão fazia uma conversão na rotatória de acesso à Rodovia Capitão Barduino, na Avenida dos Imigrantes.

O acidente aconteceu por volta das 12h30. Por causa da colisão houve vários transtornos no trânsito na região durante todo o dia. Ao ficar enroscado nos semáforos, o caminhão deixou os equipamentos sem funcionar.  Agentes de trânsito orientaram o tráfego no local até o período da noite, afim de tentar amenizar a situação.

A carreta acoplada a um reboque tinha placas BBT-1343, de São José dos Pinhais.

Além de agentes de trânsito a Polícia Militar também esteve no local.

Restrição de caminhões

O acidente reacende a polêmica sobre a fiscalização do Decreto nº 2484 de 2017. O decreto restringe a circulação de caminhões em Bragança Paulista desde julho daquele ano.

Desde então, de  segunda à sexta-feira, os caminhões estão proibidos de circular entre 7h e 22h, na Avenida Dom Pedro I (nos dois sentidos), Avenida dos Imigrantes (nos dois sentidos) entre a Praça Nove de Julho e a rotatória da Avenida Doutor Plínio Salgado – acesso ao Circuito das Águas, e Avenida Alberto Diniz, também nos dois sentidos.

Os caminhões com placa de Bragança Paulista, no entanto, tem horário diferenciado. Eles não podem circular das 7h às 9h e das 17h às 19h, mas podem circular livremente fora desses horários.

Apesar da proibição, no entanto, se no início a população sentiu a diminuição da circulação de caminhões nos trechos citados, com o passar do tempo, caminhões voltaram a circular pelo local. Prova disto é o acidente desta quinta.

A fiscalização da restrição dos caminhões cabe à Secretaria de Mobilidade Urbana que desde o inicio da gestão já teve quatro secretários diferentes. Ela é feita atualmente exclusivamente pelos agentes de trânsito. Isto porque desde o dia 22 de maio do ano passado equipamentos de OCR e radares estão desligados. Com isto, a aplicação de multas por eles, como é feita em São Paulo no caso do rodízio, está suspensa.

As multas são aplicadas apenas pelos agentes de trânsito, cerca de 20, que fiscalizam o trânsito como um todo no município, inclusive a Zona Azul, mesmo ela agora sendo digital.

 

Deixe uma resposta