Segundo o registrado no Plantão Central da Polícia Civil, foi apreendido com o casal autuado em flagrante na noite de sábado, nas proximidades do Euroville, 427,5 gramas de maconha, 16 pontos de LSD, e 11 comprimidos de ecstasy.

Parte das drogas estava no carro do acusado de tráfico identificado como Marcelo e parte em sua residência no Bairro do Atibaianos. A namorada do mesmo, identificada como Bruna, que acompanhou todo o desenrolar da ocorrência e também está presa, foi quem levou a Polícia Militar até a residência, onde a droga era preparada para comércio.

Além da droga, lá havia peneira, colher e copo de liquidificador com vestígios de entorpcente, além de balança de precisão, rolos de papel alumínio e papel manteiga, que são utilizados geralmente para embalar drogas.

A dupla foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e teve a prisão preventiva decretada no domingo, dia 29, pelo juiz de plantão, que justificou a prisão devido “a gravidades dos fatos (…) a elevada quantia de drogas apreendida em poder deles, a longa estabilidade do comércio e a ousadia revelada na comunicação e distribuição da droga”

Já com relação ao ex-secretário Sérgio Pereira da Silva, o juiz deixou de decretar a prisão preventiva do mesmo, concedendo a ele liberdade provisória. Segundo o registrado no boletim de ocorrência, Sérgio possuía ferimentos na cabeça e nos braços. Ele estava internado com escolta policial na Santa Casa mas teve alta médica e agora, responderá o caso em liberdade.

O juiz justifica a concessão de liberdade afirmando que Sérgio possui residencia fixa, emprego formal, imóvel próprio na Comarca e que, na hipótese do mesmo vir a ser condenado é clara a possibilidade de fixação de regime aberto.

Diante disto, determinou apenas que o mesmo tenha que comparecer mensalmente em juízo.