sem energia

O Bairro Cidade Planejada II, em Bragança Paulista, deve ficar sem energia nesta quinta-feira, 24. A informação é da Energisa Sul Sudeste.

A previsão é que a interrupção do fornecimento de energia aconteça das 9h à 13h. A empresa, aliás, justifica que isto é necessário para realização de manutenção na rede.

Em caso de dúvidas você pode utilizar o aplicativo Energisa ON, acessar o site energisa.com.br  ou ligar para o Centro de Atendimento ao cliente. O telefone  é o 0800 70 10 326 e a ligação é gratuita.

Calor eleva o consumo de energia elétrica

E já que o assunto é energia elétrica, a temperatura mais quente impacta diretamente no aumento da conta.

Com o verão e as altas temperaturas registradas em todo o país, o uso de equipamentos como condicionadores de ar e ventiladores se torna mais intenso. Isto acaba se refletindo na elevação do consumo de energia elétrica e no valor das faturas.

A Energisa recomenda que os clientes adotem medidas racionais para o uso dos equipamentos elétricos.

“Por mais que no mês de janeiro a Aneel tenha alterado a bandeira tarifária de amarela para verde, é importante não relaxar com relação ao controle no consumo de energia. Quem percebeu algum aumento na fatura precisa ficar ainda mais atento ao consumo. Nesse período muito quente é comum usarmos mais o ventilador, o ar-condicionado e abrirmos mais a geladeira”, comenta Dalessandro Luis Mafei, gerente de Serviços Comerciais.

Além da maior utilização de eletrônicos e eletrodomésticos, Dalessandro explica que em um ambiente mais quente os aparelhos consumem mais energia para funcionar com a mesma qualidade. “O motor da geladeira, por exemplo, precisa funcionar com mais intensidade para manter a temperatura baixa por conta do calor do ambiente. Então, devemos mesmo ficar alertas”, explica o gerente.

Outro fator importante que influencia nas contas de energia, também por conta dos hábitos de consumo, são os impostos. “Nas faturas de energia existem impostos estaduais e federais que são calculados de acordo com o consumo. Um dos impostos cobrados, por exemplo, é o ICMS. No estado de São Paulo, por exemplo, quem consome até 199 kWh durante um mês, paga 12% desse imposto. Se o cliente consumir mais que 200 kWh, esse imposto muda de faixa, e passa para 25%”, explica.

Dicas para ajudar a reduzir o preço da conta de luz:
  • Em dias com temperaturas amenas prefira ligar o ventilador do que o ar condicionado. O aparelho de ar consome mais energia. Se for usá-lo, coloque-o na temperatura 23º e programe para que ele desligue de madrugada;
  • Desligue os equipamentos que não está usando da tomada;
  • Sempre que deixar um ambiente desligue a luz. Sempre que possível faça uso da luz natural abrindo bem janelas e cortinas;
  • A geladeira corresponde em média a 30% do consumo total de uma casa. Antes de abrir a geladeira pense no que precisa, ou seja, diminua o tempo que a porta ficará aberta. Deixe a geladeira longe de locais quentes.Não seque roupas atrás da geladeira e não guarde alimentos quentes. Faça sempre o degelo;
  • Coloque o chuveiro  na posição “verão” ou “desligado”. Evite banhos demorados. Feche a torneira para se ensaboar.
  • Desligue o monitor do computador e programe a proteção de tela quando o equipamento não estiver sendo usado;
  • Não deixe o aparelho ligado sem ninguém assistindo, assim como outros eletroeletrônicos que devem ser retirados da tomada;
  • Substitua lâmpadas incandescentes pela fluorescente compacta ou por lâmpadas de led, que são muito mais eficientes, ou seja, são econômicas e duram mais;
  • Junte o máximo de roupas e lavar de uma única vez, otimizando o uso da máquina de lavar; o mesmo vale para passar roupas.

Lembre-se sempre: quanto menos aparelhos ligados à tomada menos consumo de energia.

Outras dicas podem ser encontradas também no site: https://superligadaenergia.com.br.

 

 

Deixe uma resposta