Cinco empresas participaram de concorrência

Na manhã de quinta-feira, 17, cinco empresas participaram da abertura do processo licitatório para a contratação de empresa especializada nas obras de reforma e restauração do prédio que abrigou o antigo Teatro Carlos Gomes e o Colégio São Luiz. A licitação aconteceu na Prefeitura de Bragança Paulista.

As empresas são:

  • Teto Construtora S/A,
  • Engetal Engenharia e Construções Ltda.,
  • Construtora & Incorporadora Zanini Eirelli,
  • Bernardi Empreendimentos e Soluções Ltda.
  • TD Construções, Redes e Instalações Eirelli.

A empresa Zanini, de São José dos Campos foi representada na oportunidade por Eduardo Augusto Baptista Martinelli. Já a empresa Engetal foi representada por Marco Antonio Rocha Camargo.

A empresa Bernardi Empreendimentos e Soluções foi representada na oportunidade por Marco Antonio Rocha Camargo. Já Sérgio Endrigo da Cunha participou da abertura de envelopes pela empresa Teto Construções.  Além disso, a empresa TD Construções foi representada por Celso Vieira Júnior.

O prefeito Jesus Chedid participou da licitação e reforçou que o prazo estabelecido para execução da obra é de 9 meses.

Todas as empresas foram habilitadas, conforme Ata da Sessão divulgada pela Prefeitura.  Como uma das empresas, no entanto, não abriu mão de recursos, a sessão foi suspensa. Na sequência deve ser marcada nova data para abertura das propostas.

A reforma

O antigo Teatro Carlo Gomes será transformado em Centro Cultural. Ele será composto, por exemplo, por um teatro de arena para 100 espectadores, galeria de arte e salões de exposições. Haverá também salas para oficinas, workshops e cursos. Além disso, o espaço contará ainda com recepção, pátio, guarita, sanitários, camarins, 8 salas de aula, administrativo, secretaria, elevadores e teatro para 284 espectadores.

O local servirá ainda como sede da Secretaria de Cultura e Turismo e contemplará uma biblioteca adulta com acervo para 22.500 livros e biblioteca infantil. Haverá ainda no prédio uma sala de leitura, salão de atos públicos, elevador panorâmico, entre outros espaços totalmente adaptados para acessibilidade.

Esta é a terceira fase da obra executada com verba do Governo do Estado.  “Pretendemos entregar essa grande obra até dezembro de 2020”, afirmou o prefeito Jesus Chedid. O projeto de reforma ainda é da administração de João Afonso Sólis (Jango) mas a obra se arrastou e não foi concluída.

Leia também: https://bragancaempauta.com.br/reapresentacao-projeto-reforma-do-teatro-carlos-gomes/

Deixe uma resposta