Cláudio Moreno e Clube de Regatas

Cláudio Moreno e o Clube de Regatas Bandeirantes (CRB) se manifestaram em suas redes sociais sobre decisão da Justiça. Com a decisão o clube deve permanecer fechado por sete segunda-feiras, consecutivas. Nenhuma das partes, no entanto, retornou os e-mails da reportagem do Jornal Bragança Em Pauta.

A medida teve início na segunda-feira, 22 e vai até setembro.

A decisão da Justiça veio a público no domingo, 21. Na oportunidade um áudio começou a circular pelas redes sociais informando sobre o fechamento.

Leia também: https://bragancaempauta.com.br/claudio-moreno-e-clube-de-regatas-sao-condenados-pela-justica/

Com a palavra o Clube de Regatas

Em nota, o CRB disse que a medida é necessária “para que seja cumprida uma determinação judicial dada pelo Juízo da Infância e da Juventude desta comarca proferida nos autos do processo nº 3005579-18.2013.8.26.0099”

Informa ainda que “nesse processo, foi apurada a participação de adolescentes no evento denominado “Aniversário do Programa Manhã Total”.

A nota continua: “Esse evento ocorreu no dia 30/07/2010. O processo judicial, iniciado nessa mesma época, tramitou por esses nove anos. O Clube defendeu-se esgotando todas as defesas e recursos possíveis, indo até Brasília na busca da reforma da decisão que determinou o fechamento por 7 dias ou a substituição dessa penalidade pelo pagamento de multa. Todavia, só foi possível obter, no final, o fracionamento do cumprimento da penalidade, isto é, em vez do fechamento por 7 dias consecutivos, o fechamento por 7 segundas-feiras”, diz a nota.

O clube ainda pediu desculpas aos sócios. Informou também que desde o episódio a diretoria tem zelado para que nenhum outro caso pudesse causar penalidades.

“As medidas que foram e vêm sendo tomadas têm sido eficazes, tanto que há quase dez anos a frequência de adolescentes nas dependências desta associação ocorre com o mais absoluto respeito às normas da Infância e da Juventude”, finaliza.

Com a palavra o vereador

O radialista Cláudio Moreno, que é vereador pelo Democratas, também sofreu sanção pecuniária, no valor de 3 salários mínimos. Ele também se manifestou pelas suas redes sociais.

No texto, intitulado “Carta aberta aos sócios e diretores do Clube de Regatas Bandeirantes” ele disse que o CRB “decidiu utilizar a estratégia de alugar seu salão de festas para eventos de terceiros. Isso fez com que o Clube arrecadasse mais pra sanear suas contas. Ganhou com o aluguel e a renda do bar. Aliás uma das condições para a maioria dos eventos terceirizados era que o bar fosse do Clube”.

Acrescentou ainda que no evento que comemorava o aniversário do Programa Manhã Total essa regra também valeu. “O bar foi administrado pelo Clube”, informou.

Cláudio também acrescentou, na nota, que é frequentador do CRB. Disse inclusive que o local é um dos mais seguros e organizados para crianças e adolescentes. “Neste caso específico vejo como exagerada a pena imposta ao Clube.  Parabenizo os advogados da instituição que conseguiram amenizar a forma de cumprir a sentença, já que originalmente o CRB fora condenado a permanecer fechado por sete dias consecutivos. Agora após atuação dos advogados será uma vez por semana até completar sete dias”, disse.

Ele ainda finalizou a nota dizendo que “não é prudente e nem justo a diretoria do CRB justificar a sentença como sendo culpa do terceiro que alugou o salão de festas”.

“É muito perigoso incitar os mais de nove mil sócios do CRB contra uma pessoa específica que somente alugou o salão de festas como sendo a única responsável pelo fechamento do Clube durante sete segundas-feiras consecutivas”, disse.

Ele também pediu bom senso aos envolvidos.

 

Deixe uma resposta