O vereador Paulo Mário, anunciou durante a 38ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal, que deixou de ser líder do prefeito Jesus Chedid, a partir desta data.

Durante seu discurso, na Tribuna Livre, o vereador disse que a confiança entre ele e a administração foi quebrada e que, portanto, estava deixando a liderança.

Por telefone, Paulo Mário, disse à reportagem do Bragança Em Pauta, que ele fez um acordo com a administração e que o acordo não foi cumprido.

“Quando se perde a confiança, eu me afasto. Mas nem por isto eu vou sair metralhando”, disse o vereador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




A polêmica, aconteceu  por causa dos honorários advocatícios dos procuradores da Prefeitura referentes ao Programa de Recuperação Fiscal – Refis.

Paulo Mário e os procuradores estavam em um embate sobre o tema,  que na semana passada culminou com um projeto de lei, de autoria do vereador, que foi aprovado em regime de urgência, por 11 votos a 7, para que ao invés de receber 10% do valor total da dívida, os advogados passassem a receber os honorários sobre o valor negociado entre a Prefeitura e o contribuinte.

“A administração me prometeu que o projeto  seria promulgado, mas fui informado que o projeto não vai ser sancionado. Houve quebra de confiança. Eu me afasto”, confessou o vereador que disse que já havia conversado anteriormente com o prefeito de licença, Jesus Chedid e também com o deputado Edmir Chedid.

Hoje, antes de deixar a liderança, Paulo Mário, havia recebido da administração a incumbência de protocolar um pedido de urgência para tramitação de projeto que altera o prazo para que comerciantes regularizem seus estabelecimentos com base na lei de acessibilidade.

Ele não fez o pedido, porque estava deixando a liderança, e deixou para que o vice-líder da situação, o vereador Marco Antonio Marcolino, protocolasse a urgência. Isto, porém, não aconteceu.

“Quando a lei não é sancionado eles acabam expondo o líder. Se promulgarem, daqui alguns dias, pode até ser que eu repense, mas agora não dá”, finalizou o vereador.