As festas de final de ano costumam trazer alegria, porém, quem têm cachorro, geralmente fica apreensivo devido aos barulho dos fogos de artifício, principalmente no Reveillon.

Saiba, entretanto, que  é possível ensinar seus pets filhotes ou adultos, calmos ou agitados, a não se assustar com esse tipo de ruído.

“Os cães possuem uma audição muito mais sensível que a humana, por isso conseguem captar os sons com uma intensidade bem maior. Sendo assim, é importante tomar algumas precauções nas situações em que há barulho excessivo, como no caso dos fogos de artifício”, explica Cleber Santos, adestrador e especialista em comportamento animal, que está à frente da equipe Comport Pet.

Segundo ele, existem alguns métodos para acabar com a fobia do cão em relação ao barulho dos fogos, que devem ser aplicados desde que o pet é filhote.

“Quanto mais cedo o dono se propuser a acalmar o cão em meio a barulhos intensos, como o de fogos de artifício, trovões ou até mesmo os sons do trânsito, como de motores de motocicletas, mais fácil será obter os resultados desejados”, Cleber comenta.

O especialista explica como ajudar o cão a perder esse medo:

1 – Comporte-se com naturalidade em meio aos barulhos: Uma dica importante para acalmar o animal nas festas de fim de ano, segundo Cleber, é o dono comportar-se normalmente e não demonstrar preocupação. “O comportamento do dono têm uma influência direta no humor do cão. Se, no momento em que o animal estiver com medo, o dono fizer carinho e lhe der recompensas para tirar a atenção do barulho, o animal entenderá que é correto ficar assustado e manterá tal comportamento. O cão precisa entender, desde cedo, que não precisa sentir medo do barulho dos fogos.” afirma Cleber.

2 – Dessensibilize seu pet ao som: Em dias tranquilos e próximos da semana das festas, coloque sons de fogos de artifício para seu cão ouvir, e reserve esse mesmo tempo também para brincadeiras e descontração. Isso fará com que ele associe o barulho do qual tem medo a algo positivo, e fique mais calmo quando chegar a hora dos fogos na noite de Natal ou Ano Novo.

3 – Controle o a intensidade do barulho: Faça o que for possível para abafar o barulho dos fogos vindos da rua, para que ele não fique intenso demais. Às vezes, o próprio som da televisão de casa ou do ventilador pode ajudar a tirar a atenção do cão do barulho dos fogos de artifício. Manter o pet dentro de casa e fechar as janelas e as portas também pode ser útil nessa hora.

4 – Faça companhia ao seu cão: Evite deixar seu pet sozinho em casa nesses momentos, e se assegure de deixá-lo em um local em que não haja riscos. “Quando o cão fica com medo, ele pode entrar em estado de pânico e tentar fugir, o que pode ser perigoso, por isso é importante fazer com que ele se sinta seguro. Caso o dono precise sair de casa ou viajar, o ideal é recorrer a um hotel para cães que tenha uma equipe especializada para dar suporte aos animais.” explica Cleber Santos.

5 – Consulte um profissional: Quando o medo do cão for muito acentuado, aproximando-se de uma fobia e fazendo com que ele adote um comportamento fora do comum ao ouvir fogos, o mais recomendado é consultar um adestrador profissional, para que este possa diagnosticar a causa do problema e tratar seu cão com técnicas adequadas, sempre com carinho e atenção.