Custo de oportunidade: a importância deste cálculo para negociar imóveis em Bragança

Entenda como fazer o cálculo e sua utilidade. 

Você já deve ter ouvido essa frase: “toda escolha é ao mesmo tempo uma renúncia”. Deixando de lado o sentido filosófico da expressão, esse ditado também pode nos ajudar a entender o Custo de Oportunidade na hora de comprar uma casa ou apartamento em Bragança!

Esse é um conceito da economia que tem tudo a ver com as nossas vidas. Acompanhe o texto a seguir e entenda o poder do Custo de Oportunidade nas suas decisões.

O que é Custo de Oportunidade?

O Custo de Oportunidade é o quanto nos custa as oportunidades que consequentemente perdemos ao tomar uma decisão, sendo que o custo significa algo que você está perdendo, um sacrifício.

O Custo de Oportunidade permite que uma pessoa ou corporação meça os benefícios de abrir mão de um investimento ou negócio em favor de outro, sendo uma ferramenta essencial para a tomada de decisões ao ajudar a responder à pergunta: “do que estou desistindo ao fazer isso?”.

Em finanças, podemos calculá-lo como o valor do retorno da melhor opção deixada de lado, subtraindo o retorno da nossa opção escolhida.

O cálculo do custo de oportunidade permite entender melhor a relevância de determinadas decisões de investimento para a escolha daquele que é mais rentável, ou em outras palavras, aquele que vale mais a pena. Neste caso, é aconselhável avaliar tanto o retorno financeiro de cada oportunidade como também os riscos que vêm com ela.

O custo de oportunidade é prospectivo, ou seja, a sua mensuração é relativa ao futuro. É por isso que não sabemos com total certeza os valores avaliados, por causa da sua variação ao longo do tempo. Além da economia, também é preciso levar em conta os fatores externos, coisas que podem influenciar positiva ou negativamente o que se faz ou o que se desiste.

Custo de oportunidade ou custo irrecuperável?

Pode ser que você confunda o conceito de custo de oportunidade com o custo irrecuperável. Na realidade, o custo irrecuperável é uma despesa já paga em determinado serviço ou projeto que não pode ser recuperada ou reembolsada. 

Pelo contrário, no Custo de Oportunidade, o custo ainda está em potencial controle. Para esse cálculo é necessário ter a noção de riscos, mas nada se perde imediatamente. Realmente, é necessário levar em consideração as probabilidades das várias opções consideradas, ainda mais na hora de comprar casa em Bragança.

O que pode dificultar a conclusão acerca do custo de oportunidade é a sua ligação com fatores pessoais. As suas variáveis estão diretamente ligadas com a forma em que a pessoa valoriza o tempo e outros valores além do valor financeiro, como o lazer, a qualidade, crescimento profissional, por exemplo.

Em quais situações posso aplicar o Custo de Oportunidade?

O custo de oportunidade depende pessoalmente da forma como a pessoa valoriza a questão do tempo e de outros valores, como o lazer, a qualidade, crescimento profissional, além do valor financeiro o que torna difícil quantificá-lo.

O conceito de Custo de Oportunidade pode ser aplicado a várias situações e de diferentes maneiras. Trouxemos exemplos práticos para facilitar o entendimento:

  • Você quer começar a investir, mas está pensando sobre as estratégias de investimento: sobre o período de investimento, ou seja, se o retorno será anual ou mensal, e sobre a probabilidade de recuperar o valor investido. 
  • Ao escolher ter uma graduação você escolhe uma área com mais oportunidades no mercado de trabalho, ao invés de estudar e se especializar em uma área concorrida, mas que oferece salários mais altos.
  • Quando ao ir ao mercado nos deparamos com diferentes opções de um mesmo produto, e precisamos escolher o que atende melhor nossas expectativas entre o seu preço e a qualidade.
Em que situações o Custo de Oportunidade não existe?

Para que o Custo de Oportunidade seja levado em consideração, você precisa encarar algum tipo de recurso limitado. Nesse caso, algo que se não for escolhido, resultará em algum tipo de desvantagem.

Quando não há opções a serem escolhidas ou prejuízos e benefícios, não há a presença de um custo de oportunidade na tomada de decisão. Então, se não há sacrifício a ser feito quando se escolhe uma opção ao invés de outra, o custo de oportunidade é zero.

Qual é a importância do Custo de Oportunidade quando aplicado aos imóveis?

São muitas opções as variáveis do mercado imobiliário.  E como vimos anteriormente, as conclusões sobre as propriedades podem variar dependendo de suposições pessoais.

Um fator comum que gera indecisão são as opções de ter a propriedade paga à vista ou a prazo. Nesse caso é preciso calcular, de acordo com a sua realidade financeira, se vale ou não a pena desembolsar uma grande quantidade de dinheiro de uma só vez. Se sim, é preciso considerar que esse dinheiro pode fazer falta no futuro. Mas se o meio de pagamento escolhido for o financiamento, é preciso levar em consideração que  juros e correções podem aumentar várias vezes o valor inicial do imóvel.

Mas ao decidir pela compra do imóvel ideal, não falamos apenas de preço. O futuro proprietário precisa suprir também outras expectativas. O imóvel fica bem localizado? Qual o estado do imóvel? A sua dimensão atende as necessidades de espaço do comprador?

Veja o que o comprador precisa analisar, além do fator financeiro:

  • Em que estado está o imóvel?

Essa é uma questão mais importante quando se trata de imóveis usados. Ao analisar paredes, teto, pintura, piso, pias, janelas, azulejos e outros fatores, podemos chegar à conclusão de que é mais viável realizar uma pequena reforma ao invés de continuar buscando o imóvel perfeito.

Fique atento principalmente para questões que podem gerar problemas futuros, como infiltrações e goteiras.

  • Como é a localização?

Essa é uma questão ainda mais íntima. O comprador prefere morar em uma localidade com parques próximos? Comércios? Será uma área central ou em uma região metropolitana?

  • Qual a sua metragem?

Ao verificar o tamanho do imóvel, o comprador precisa analisar o ambiente e a sua adaptação ao espaço do mesmo. Será que esse imóvel supre as suas necessidades?

  • Há vaga de garagem?

Outro fator eliminatório para as famílias que possuem carro. Se atentar a isso evita o custo de um estacionamento, que além de prejuízos financeiros ainda pode atrapalhar a rotina de quem usa o veículo.

  • Qual o valor do condomínio?

Atividades de lazer como piscinas, espaço kids, salão de jogos e entre outras comodidades podem elevar o preço do condomínio.

Comece ainda hoje a calcular o Custo de Oportunidade de suas decisões e conte com a gente para se inteirar sobre assuntos imobiliários!

Redatora fonte : Hitomi Souza

INFORME-SE

A melhor arma contra a desinformação  é o jornalismo sério e profissional. Informe-se diariamente, pelo Jornal Em Pauta.

Quer receber nossas notícias no celular?
É só clicar aqui: WhatsApp do Jornal Em Pauta

Deixe uma resposta