O estupro de um garoto de 4 anos, na Vila Bianchi, que teria sido cometido pelo namorado da babá do menino e que chocou a cidade no feriado do Dia das Crianças, será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública, só este ano, até o mês de agosto Bragança Paulista teve 22 estupros, sendo que 14 destes casos, ou seja, são de estupro de vulnerável, como este.

Apesar do caso ter sido registrado no Plantão Central da Polícia Civil na tarde de sexta-feira, dia 13, o fato teria acontecido dias antes, e por isto, os acusados não foram presos em flagrante.

Segundo o relatado pela mãe da criança, uma moça de 24 anos alegou dificuldades financeiras e pediu abrigo em sua casa, em troca de limpar a casa e cuidar da criança.

Como a mãe trabalhava fora, ela aceitou.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE


Foi então que no dia 8  a babá pediu autorização para levar a criança no circo e  a mãe deixou.

Ela saiu com a criança às 14h de casa e só retornou por volta de 23h30, depois que a mãe ligou para o namorado da babá, perguntando da criança.

A mãe relatou à polícia que perguntou ao filho como tinha sido o espetáculo, mas a criança não conseguia dizer.

No dia 10, novamente a babá teria pedido para sair com o menino, dizendo que o levaria ao parque.

Ela voltou com a criança, segundo a mãe, por volta das 17h00.

O namorado da mãe foi então dar banho na criança e percebeu uma lesão no bumbum, tendo a criança reclamado de dor.

A  babá, entretanto,  estava próxima, entrou na frente e disse que não era nada.

Somente então, depois de muita insistência da mãe, o menino contou o que tinha sido feito com ele pelo namorado da babá.

A mãe da criança passou essas informações para a Polícia Militar, que localizou a babá e o namorado e os conduziu à delegacia, onde foram ouvidos e liberados.

Eles negaram os fatos. O Conselho Tutelar foi acionado e conduziu a criança a um psicólogo na Santa Casa. O caso será apurado junto à DDM, através de inquérito policial.