O deputado federal Marcelo Squassoni (PRB) esteve na segunda-feira, dia 18, em Bragança Paulista, onde se encontrou com o prefeito Jesus Chedid e com o deputado estadual Edmir Chedid, ambos do Democratas e demais lideranças locais.

O parlamentar anunciou na oportunidade recursos  para a cidade junto aos governos Estadual e Federal, um total de R$ 2,180 milhões, que segundo sua assessoria já começaram a ser repassados ao município.

Segundo o anunciado, o Governo do Estado liberará R$ 280 mil para investimentos em estrutura esportiva, dos quais R$ 30 mil já foram liberados, para a implementação de uma academia ao ar livre e os outros R$ 250 mil serão viabilizados por meio do Projeto 100% Esporte, para a construção de uma quadra e uma pista de skate na cidade.

Além disto,  o deputado, informa que a maior parte dos investimentos, porém, virá do Governo Federal, com R$ 1,9 milhão para obras de infraestrutura urbana. A maior parte do recurso, de R$ 1,5 milhão, já está empenhada (reservada para pagamento) pelo Ministério das Cidades. Os R$ 400 mil restantes já foram apresentados e devem ser empenhados até o final de 2017.

“Assumimos com o prefeito Jesus e o deputado Edmir o compromisso de lutar pelas causas de Bragança Paulista tanto no Congresso quanto no Estado de São Paulo. Essa é apenas a primeira parte dos investimentos que pretendemos indicar para acelerar ainda mais o desenvolvimento da cidade”, salientou Squassoni.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE




Além de Bragança Paulista, Marcelo Squassoni cumpriu agenda nesta segunda-feira em Socorro, Pinhalzinho e Joanópolis.

O deputado Edmir Chedid ressaltou que “trata-se de um recurso financeiro fundamental para os programas e os projetos implementados pela administração Jesus Chedid e Amauri Sodré. Somados aos investimentos do governo estadual, esta verba da União deverá, muito em breve, resultar em uma série de benefícios à comunidade. Por isso, temos que reconhecer e agradecer todo empenho demonstrado pelo deputado federal Marcelo Squassoni com Bragança Paulista”.

Segundo a assessoria de Edmir Chedid o deputado federal Marcelo Squassoni destinou ainda por meio do Ministério da Saúde, R$ 400 mil à prefeitura de Águas de Lindóia; R$ 100 mil à prefeitura de Amparo; e R$ 300 mil para a prefeitura de Joanópolis. Também destinou, por intermédio do Ministério das Cidades, recursos financeiros à infraestrutura urbana de Morungaba (R$ 250 mil), Pinhalzinho (R$ 250 mil), Tuiuti (R$ 350 mil) e Socorro (R$ 250 mil).

DOBRADINHA PARA 2018?

Faltando menos de um ano e dois meses para as eleições para deputado, uma pergunta que fica é será que Edmir Chedid será mais uma vez candidato a deputado estadual, ou irá arriscar outros cargos?

Caso seja candidato a deputado estadual quem será o escolhido para fazer dobradinha com Edmir Chedid em Bragança Paulista e região?

Será  Marcelo Squassoni do PRB?

Vale lembrar, que até as vésperas da campanha eleitoral em 2016 o partido tinha como líder em Bragança Paulista, o advogado Rodrigo Pires Pimentel, que se apresentou um ano antes, como pré-candidato a prefeito.

Às vésperas das convenções, entretanto, a executiva decidiu que o partido apoiaria o candidato do grupo liderado pelo Democratas e assim, Pires Pimentel deixou o partido.

Será Vanderlei Macris do PSDB? 

O PSDB também não apoiava o grupo Chedid. Ao contrário, historicamente, no município, estavam em lados opostos, até que nas convenções, após momentos de tensão, os filiados optaram por apoiar em 2016, o grupo Chedid e não o PSB de Gustavo Sartori.

Será Paulinho da Força do Solidariedade?

Paulinho também esteve em Bragança recentemente e  além de já ter viabilizado R$ 3,3 milhões em emendas parlamentares para investimento em infraestrutura e reestruturação da unidade de Estratégia Saúde da Família Águas Claras prometeu ajudar a cidade com mais emendas parlamentares.

Paulinho devera inclusive receber o titulo de cidadão bragantino, a partir de uma homenagem aprovada durante a 26ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal. Na oportunidade 15 vereadores votaram favoráveis a homenagem, dois faltaram e dois votaram contra.

Paulinho da Força teve em junho a suspensão dos seus direitos políticos. A medida foi tomada pela  desembargadora do Tribunal Regional da 3ª Região Consuelo Yoshida,  por improbidade na utilização dos recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

De acordo com denúncia do Ministério Público Federal, o parlamentar, como presidente da central sindical, contratou a Fundação João Donini sem licitação, para ministrar cursos profissionalizantes para desempregados e pessoas de baixa renda utilizando recursos do FAT.

Ou será que nenhum destes?

Nas eleições de 2014, Edmir Chedid fez sobradinha com Herculano Passos.