Mais um caso de embriaguez ao volante foi registrado em Bragança Paulista e desta vez, além de causar um acidente, arrastar uma moto por metros, a acusada ainda tentou agredir a vítima.

O caso aconteceu por volta das 22h20 de quarta-feira, 29, no Jardim São Lourenço, quando uma mulher de 55 anos conduzia um VW/Gol, vermelho, de placas DFE-6634/B.P., e atingiu a traseira da motocicleta JTA/Suzuki/EN 125, prata, de placa DZU-5664/B.P., que era conduzida por uma jovem de 27 anos.

Um testemunha relatou à polícia, que viu quando a jovem parou no cruzamento da Rua Radamés Lo Sardo e teve a traseira da moto atingida pelo Gol, sofrendo queda e ferimentos.

Após a colisão, a condutora do Gol continuou seu trajeto, passando por cima da moto, arrastando-a por alguns metros, até que parou porque o veículo não tinha mais condições de tráfego.

Ainda segundo os relatos da testemunha à polícia, a condutora do Gol aparentava estar embriagada, não conseguindo sequer abrir a porta.

Quando a mesma conseguiu descer do carro, tentou agredir a vítima, que já estava ferida em razão do acidente e também tentou agredir outras pessoas que ali se encontravam.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e compareceu ao local para socorrer a vítima.

A  Guarda Civil Municipal conduziu à motorista do Gol, ao Plantão Central da Polícia Civil, onde ela se recusou a fornecer sangue para exame de dosagem alcoólica, sendo submetida a exame clínico, que confirmou a embriaguez.

A mulher foi autuada em flagrante por embriaguez ao volante, acidente de trânsito e fuga de local de acidente e apresentada em audiência de custódia.

A vítima foi socorrida à Santa Casa, permanecendo em observação. O Gol foi recolhido ao guincho e a moto entregue aos familiares da vítima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *