Estado não consegue vender terreno da antiga Austin por leilão. Imóvel está avaliado em mais de R$ 30 milhões e não recebeu lances.

O Governo do Estado de São Paulo realizou nos dias 29 e 30 um leilão de 38 imóveis, entre eles do terreno da antiga fábrica Austin, em Bragança Paulista. Dos 38 imóveis 24 foram vendidos sendo arrecadado o valor de R$ 73,7 milhões.

O terreno da Austin no entanto, não está entre os imóveis arrematados.

O leilão

De acordo com o divulgado pelo Governo do Estado, a arrecadação foi 42% acima da avaliação mínima.

O maior ágio foi de 213%, por um imóvel de Barretos, que recebeu 155 lances na disputa. A modalidade de disputa foi a de maior oferta. Os interessados tiveram acesso aos preços iniciais e às características dos imóveis pelo site www.imoveis.sp.gov.br, assim como puderam participar dos certames online e também presencial. Todos esses imóveis estão catalogados no Conselho do Patrimônio do Estado e não têm mais uso.Só em 2020, o Governo do Estado já alienou 31 imóveis, totalizando R$ 80,2 milhões arrecadados, além de 15 imóveis vendidos pelo Fundo de Investimento Imobiliário, com rendimento de R$ 50 milhões. Os recursos arrecadados vão para as áreas de segurança pública, saúde e educação.

O imóvel

O imóvel que foi a leilão em Bragança Paulista tem uma área limitada pela Rodovia Capitão Barduino, Av. Dr. Plinio Salgado, Rua Padre João Pastrana e Rua Senador Roberto Simonsen, no Jardim Novo Mundo.

A área total é de 272.094m² e o imóvel tem uma área construída de 4.060,00m². O valor mínimo do lance era R$ 30.700.000,00, mas não foi feita nenhuma oferta pelo terreno.

No local há uma unidade da Fundação Casa, desativada por causa da pandemia. E conforme constava no leilão, uma das obrigações do comprador era justamente realizar a individualização da matrícula da área ocupada pela referida fundação.

A área é desejada pela Prefeitura de Bragança Paulista há anos. O prefeito Jesus Chedid, por exemplo, chegou a anunciar o desejo da construção de milhares de casas populares no local em parceria como o Governo do Estado. A parceria, no entanto, não saiu do papel.

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como região no celular? É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta