Evento marca celebrações do Dia de Combate a Violência contra o Idoso

No sábado, 15, o Conselho Municipal do Idoso e a Secretaria Municipal de Ação e Desenvolvimento Social (SEMADS) realizam um evento em alusão ao Dia Internacional de Combate a Violência contra a Pessoa Idosa. 

A atividade ocorre a partir das 9h, na Praça Raul Leme, em Bragança Paulista e vai até as 12h.

Confira a programação:
  • 9h30 às 10h: Studio de Pilates Pricila Camargo
  • 10h às 10h30: My Box Taboão
  • 10h30 às 10h50: Mary Dança Cigana
  • 11h às 11h20:  Coreografia Jori 2019
  • 11:30h ao 12h: Projeto Tocando Violino com o Professor Roberto Marim

O evento contará com stands de divulgação e atendimentos. 

A Fundação de Ensino Superior de Bragança, FESB, por exemplo fará tendimento nutricional. Já o programa Mais Vida abordará informações sobre a prevenção do câncer. O Instituto Mix ofertará, por exemplo, cortes de cabelo, maquiagem e unha. Além disso, a Rede Farma Fibra e a Nova Biotec farão a  aferição de pressão. 

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa foi instituída em 2016 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência a Pessoa Idosa (INPES).

A data tem como objetivo sensibilizar a sociedade para o combate das diversas formas de violência conta pessoas com 60 anos de idade ou mais.

O envelhecimento populacional é um fenômeno mundial. Em Bragança Paulista estima-se cerca de 21.260 pessoas com mais de 69 anos. Isto, aliás, representa 7,5% da população, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Formas de violência

Há diversas formas de violência contra os idosos, como por exemplo, violência física, abandono, violência sexual, econômico-financeira e patrimonial, autoagressão, autonegligência e psicológica.

Se você conhece algum idoso que passa por isto, deve comunicar os serviços de saúde públicos, bem como privados, os órgãos de autoridade policial ou entrar em contato com o Conselho Municipal do Idoso, pelo telefone (11) 4033-3289. Também é possível discar 180 e 100 e fazer denúncia. 

Deixe uma resposta