Na manhã desta quinta-feira, dia 26, o corpo de um homem foi encontrado na Avenida Eusébio Savaio e rapidamente, a fotografia do rapaz morto, a principio taxado como um morador de rua, se espalhou pelas redes sociais, principalmente pelo facebook e WhatsApp.

O corpo foi identificado como sendo de Joel Vagner  e segundo o conversado com os familiares, ele não era morador de rua.

A publicação da foto, gerou discussão nas redes sociais e virou assunto das principais conversas na cidade.

A primeira pergunta que todos fazem é: pode ou não pode se publicar fotos de mortos na internet?

Independente da resposta jurídica, o questionamento que deve ser feito é:  devemos ou não publicar estas fotos?

Segundo artigo publicado no site JusBrasil, por André Arnaldo Pereira, “é essencial antes de compartilhar qualquer conteúdo em suas redes sociais ou registrar algo sempre agir pautado pelo bom senso. Afinal, ninguém gostaria que algo nessas circunstâncias acontecesse com a sua própria família, não é?”

Vale a pena conferir o artigo, no link: https://andrearnaldopereira.jusbrasil.com.br/artigos/229905329/divulgar-fotos-de-pessoas-falecidas-nas-redes-sociais-e-crime).

A Cruz Vermelha de Bragança Paulista publicou uma nota em seu facebook dizendo: “Nunca é demais lembrar que devemos ter respeito com o próximo, em momentos bons ou ruins, não é mesmo? Pois bem, não compartilhem fotos de pessoas mortas ou vítimas de acidentes. Vamos ter respeito a elas e a seus familiares nesses momentos tão difíceis.”

O que você acha sobre o assunto?