Na noite desta terça-feira, dia 2, Gustavo Sartori do PSB venceu o cabo de guerra contra o deputado Edmir Chedid e conquistou o apoio do médico Renato Frangini do PPS para as eleições municipais. O apoio foi formalizado minutos antes dos então pré-candidatos subirem ao palco durante convenção que reuniu partidos como PSB,  PRTB, PV, PROS, PC do B, PTB, PRP, PSDC, PTN  e PSD. Com o apoio do PPS, o grupo soma  11 partidos.

O evento, contou, entre outras autoridades, com a presença do vice-governador do Estado de São Paulo, Márcio França e também do deputado estadual Caio França, do ex-prefeito de Atibaia e deputado Beto Tricoli, ex-prefeito José de Lima, ex-vice prefeito Joca Vasconcellos, entre outros.

Antes da solenidade, Márcio França e Caio França, conversaram em uma sala reservada com as lideranças dos partidos e com Gustavo Sartori e Renato Frangini.

Foi o próprio Frangini, emocionado, que anunciou durante seu discurso que a partir de então se juntava ao grupo, deixando Gustavo Sartori também emocionado.

Frangi, em seu discurso, acrescentou que foi muito recebido pelo Gustavo e os partidos coligados e sem citar nomes, de certa forma, alfinetou o grupo de que veio, falando em necessidade de se construir um projeto para a cidade e não para uma pessoa ou partido.

Confira trecho do discurso de Frangini:

Vale lembrar que Renato Frangini deixou o Democratas do Grupo Chedid dois dias após a publicação da entrevista concedida pelo pré-candidato Jesus Chedid ao Bragança em Pauta, onde com exclusividade, o ex-prefeito anunciou que ele era o pré-candidato de seu grupo.

Até então, pelo resultados das eleições anteriores em que Frangini perdeu por apenas 21 votos de diferença para Fernão Dias, e  pelo trabalho que vinha executando junto ao grupo, Frangini acreditava que  seria o candidato natural nestas eleições. Com o anúncio da pré-candidatura de Jesus Chedid achou que não havia mais espaço para ele no Democratas.

Mesmo deixando o partido, em nenhum momento fez críticas e o posicionamento que tomaria era muito esperado nos bastidores da política.

Durante os discursos da noite, o vice-governador falou da importância da persistência de Gustavo Sartori em querer ser prefeito de Bragança, do trabalho que ele desenvolveu durante estes anos e disse, que e eleito, Sartori tem com ele um compromisso de governar a cidade, com equipe da cidade.

Confira trecho do discurso de Márcio França:

 

Com a formalização da união, agora o cenário das eleições municipais começam a se desenhar com pelo menos duas candidaturas já oficializadas: Renan Oliveira prefeito e Rafael Rangel vice, ambos do PSOL e Gustavo Sartori prefeito e Renato Frangini vice, PSB e PPS, respectivamente.

Gustavo Sartori em seu discurso, também visivelmente emocionado, disse que Frangini veio para somar e que, se eleitos, irão administrar a cidades juntos.

Confira trecho do discurso do candidato Gustavo Sartori:

Amanhã traremos informações também sobre a convenção do Partido dos Trabalhadores (PT) que foi realizada também na noite desta terça-feira, dia 2.

Agora, resta esperar o anúncio de quem serão os candidatos do grupo liderado pelo Democratas. O anúncio tem que acontecer até sexta-feira, dia 5, data final para as convenções.

Será que Jesus Chedid será candidato?

Fato é que esta é a eleição do inusitado.  Quem poderia esperar que o PSDB de Jango, tão massacrado pelo grupo Chedid durante seus mandatos de prefeito os apoiaria nesta eleição?

Por outro lado, quem poderia imaginar que  Frangini, que por apenas 21 votos não foi eleito prefeito pelo Grupo Chedid  em 2012, iria justamente compor a principal chapa adversária aos Chedid?

Bom lembrar também que o médico Antonio Ricardo, que foi vice de Gustavo Sartori nas últimas eleições também trocou de lado e está junto com os Chedid, como pré-candidato a prefeito, podendo ser o escolhido.