Giuliano Aparecido Bueno, de 49 anos, foi linchado na madrugada  desta terça-feira, dia 19 no Bairro do Toró.

O linchamento ocorreu depois que ele colocou fogo na residência e agrediu a própria avó, de 87 anos, com quem morava.

Segundo o registrado os policiais que atenderam a ocorrência informaram que o homem saiu da cadeia há pouco tempo e estava morando com a avó.

Naquela noite, ao chegar na casa, ele estava alterado e agrediu a avó, apertando o pescoço da mesma, com o objetivo de tentar enforcá-la.

Como ele dizia, a todo momento, que ia matar a senhora e colocar fogo na casa, uma outra neta tirou a avó do local.

Giuliano colocou então fogo na casa e fugiu.

O Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e a Guarda Civil estiveram no local e controlaram as chamas.

Populares ficaram sabendo do ocorrido e lincharam o acusado na Rua Expedicionário Décio Conceição dos Santos, paralela à rua onde a casa foi incendiada.

Ele foi socorrido a Santa Casa, onde permaneceu internado já que estava todo machucado e inconsciente.

A senhora de 87 anos, passou mal diante de toda situação e também foi socorrida. Populares disseram que ela só não foi agredida porque eles impediram que o neto fizesse isto.

Giuliano foi então autuado em flagrante por incêndio e lesão corporal dolosa, além de violência doméstica, permanecendo no hospital sob escolta policial, devendo ser recolhido à cadeia assim que receber alta.