polícia

Uma briga terminou em tentativa e homicídio na noite de domingo, 20, em Bragança Paulista. O caso aconteceu no km 34 da Rodovia Alkindar Monteiro Junqueira, que liga Bragança à Itatiba. Um rapaz de 32 anos tentou matar o colega de 44 anos, com uma barra de ferro.

Conforme o apurado pelo Jornal Bragança Em Pauta, a Polícia Militar foi solicitada a atender uma ocorrência de agressão e imediatamente se deslocou até o local.

Quando lá chegaram encontraram Wilton Santos da Silva, de 44 anos, ensanguentado e com ferimentos a faca. Ele, no entanto, não sabia explicar o que tinha acontecido.

Um adolescente de 16 anos estava no local e relatou aos policiais que momentos antes estava em uma cachoeira no bairro Portal São Marcelo, quando lá chegou um indivíduo conhecido como “Wesle”.

O rapaz estava com uma barra de ferro na mão e a roupa suja de sangue. Ele disse, segundo o relatado pelo adolescente à polícia, que ia acabar de matar um homem.

Até então o adolescente não entendeu o que estava acontecendo e não deu importância. Ele foi então embora do loca. Ao chegar na rodovia, entretanto, encontrou a vítima e acionou a polícia.

Enquanto os policiais atendiam a ocorrência o acusado “Wesle”  se aproximou e a adolescente o indicou como autor da agressão.

O crime

O acusado Wesle Silva Batista, de 32 anos carregava uma faca embaixo do braço e confessou a agressão. De acordo com o registrado no Plantão Central da Polícia Civil ele entregou a faca aos policiais. Teria dito também  que realmente tinha voltado ao local para matar a vítima.

O agressor disse que levou a vítima para morar em sua casa e naquele dia, ele ingeriu bebida alcoólica e passaram a discutir por causa de um serviço.

O acusado alega que a vítima chegou a pegar uma faca e desferido um golpe, atingindo seu braço, causando pequeno ferimento. Na sequência ele disse que reagiu com uma ferramenta de ferro.

O acusado disse que atingiu Wilton com dois golpes na cabeça e nos braços. Em seguida, passou a agredi-lo com  com socos. A vitima fugiu e o agressor não o matou porque a polícia chegou antes e o prendeu.

A vítima foi socorrida à Santa Casa, permanecendo internada. O acusado foi  levado para o Plantão Central da Polícia Civil. Lá ele foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio. Posteriormente ele foi  apresentado em audiência de custódia.

Deixe uma resposta