Na manhã de domingo, dia 6, Guardas Civis foram acionados para atender ocorrência de briga de casal e cárcere privado no Bairro Cidade Planejada II.

Quando lá chegarem ao local, os guardas chamaram pelos moradores e foram atendidos por um homem.

Em seguida uma mulher saiu correndo de dentro da casa, e foi em direção aos guardas pedindo ajuda.

Ela contou que depois de três anos de convivência e muita briga, resolveu se separar de Márcio Jesus Pereira Vargas, 40 anos, e que passou a noite na casa do irmão.

Pela manhã, entretanto, Márcio inconformado com a situação foi até a casa do cunhado, onde eles conversaram, tendo ele ido embora em seguida.

Insatisfeito com a decisão da mulher, Márcio pouco tempo depois retornou, transtornado e agressivo.

Ele estava armado com um facão, arrombou o cadeado do portão e a porta da sala onde estava a vítima, ameaçando ela e seu irmão, dizendo que iria levá-la a todo custo.

O cunhado ainda tentou intervir, mas foi ameaçado de morte por Márcio que então pegou a vítima pelos cabelos e saiu arrastando-a.

Ela tentou se segurar no batente, mas ele prensou a porta e a feriu, obrigando-a a se soltar.

Ameaçando toda a família, Márcio colocou a mulher no carro e a levou para a casa do casal, onde a manteve trancada e sob ameaça de agressão e morte.

Márcio foi detido pelos guardas civis,  conduzido ao Plantão Central, onde foi autuado em flagrante por lesão corporal dolosa, ameaça e cárcere privado – violência doméstica – e recolhido à cadeia.

O facão utilizado para a ameaça foi apreendido.