A Polícia Rodoviária Federal prendeu um homem com 40 kg de maconha após intensa perseguição na Fernão Dias.

Após fugir da Polícia, dirigir perigosamente e colidir contra um veículo, o homem foidetido e responderá por desobediência, associação ao tráfico.

Ele conduzia o veículo sem CNH causando perigo de dano, direção perigosa e periclitação da vida.

Tudo aconteceu na noite de quarta-feira, por volta das 23h00, quando  o grupo especial da PRF de combate ao crime estava na região da Rodovia Fernão Dias, km 07, no município de Vargem/SP, edeu ordem de parada a um veículo Fiat Stilo placa de Varginha/MG com um ocupante.

O homemdesobedeceu à ordem de parada e fugiu. Os PRFs iniciaram imediatamente o acompanhamento do veículo.

O veículo seguiu em alta velocidade sentido Minas Gerais deslocando até a entrada de Piracaia/SP, no km 2, onde retornou pela margem da rodovia e voltou à pista na contra-mão de direção trafegando sobre a faixa de rolamento.

Um dos veículos, uma Fiat Fiorino, que seguia pela pista desviou para não colidir e acabou perdendo o controle e tombando sobre a rodovia.

Tendo em vista o risco de mais acidentes e temendo pela vida dos usuários da rodovia, os PRFs desferiram disparos de pistola calibre 40 contra os pneus que foram avariados, mesmo assim o homem prosseguiu em fuga e ingressou no município de Vargem onde com o apoio da Polícia Militar de Bragança Paulista foi localizado o veículo e preso seu condutor.

Após vistoria no veículo foi encontrado entorpecentes semelhante à maconha que pesaram 40 kg.

o acusado alega que pegou a droga em Osasco/SP e pretendia levar para Guaxupé/MG e pelo transporte receberia R$ 3.000,00.

  • AO condutor não era habilitado e já possui passagens criminais por tráfico de drogas.

A vítima do acidente decorrente da fuga foi socorrida pela PRF e passa bem.

Mediante o fato, o homem foi encaminhado para Delegacia de Polícia Civil de Bragança Paulista, onde foi autuado por associação para o tráfico , conduzir sem CNH causando perigo de dano, direção perigosa e periclitação da vida.

Deixe uma resposta