Dois flagrantes de violência doméstica foram registrados no final de semana: um contra idoso e outro contra mulher.

O primeiro caso aconteceu por volta de 9h40 da manhã de sábado, dia 24. Segundo o registrado, policiais militares foram solicitados a comparecer na R. Prof. Luiz Nardy, na Vila Aparecida, para atender ocorrência de violência doméstica.

Quando lá chegaram constaram que Régis Cardoso dos Santos,de  41 anos, estava ameaçando agredir seu pai, de 62 anos. Para isto, ele inclusive tentou arrombar a porta do quarto, onde o idoso havia se trancado.

Para escapar da investida do filho, o pai tentou sair pela janela e acabou caindo e se ferindo. Quando os policiais deram voz de prisão a Régis, este passou a desacatá-los, ofendendo-os e xingando-os.

Ele foi conduzido ao Plantão Central, autuado em flagrante por ameaça – violência doméstica – desacato, resistência e injúria e recolhido à cadeia.

Já na tarde de domingo, foi a vez dos Guardas Civis se deslocarem para a Rua Itararé, na Vila Aparecida, onde estava ocorrendo uma briga.

No local a vítima relatou que seu ex-namorado Ademir Lima de Oliveira, de 33 anos, que não aceita o fim do relacionamento passou a lhe perseguir, sendo que naquele dia, esteve em sua casa, onde danificou as portas com chutes, quebrou alguns objetos e a agrediu.

Uma amiga que estava em sua casa também foi ameaçada por Ademir. Acompanhados da vítima, os guardas foram até a casa de Ademir e quando ele viu  viatura, ficou correndo de um lado para o outro, até que foi feito um cerco e ele foi detido.

Ainda assim, Ademir resistiu à prisão, investigando contra os guardas civis, desferindo socos e chutes.

Conduzido ao Plantão Central da Polícia Civil, Ademir foi autuado em flagrante por lesão corporal e ameaça – violência doméstica e por resistência e recolhido à cadeia.