O Horário Brasileiro de Verão começa à zero hora do dia 15 de outubro, ou seja, na madrugada de sábado para domingo, você têm que adiantar os relógios em uma hora.

Você gosta do horário

O Horário de Verão vai até o 17 de fevereiro de 2018 e é válido para moradores de estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Para o Ministério de Minas e Energia (MME)  o horário de verão representa uma redução da demanda, em média, de 4,5% nas regiões onde foi aplicada a medida.

De acordo com a Energisa Sul-Sudeste, que atende 15 municípios localizados na região Bragantina e Sul de Minas Gerais, irá ocorrer uma economia de 1.060.000 kWh (quilowatt-hora), que equivalem a aproximadamente 0,26% do consumo total da empresa.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE


Essa economia no consumo é suficiente para atender, durante um mês, a 6.750 residências ou todo o consumo de uma cidade com aproximadamente 20.250 habitantes.

Ainda de acordo com informações da Energisa Sul-Sudeste, com o horário de verão é possível reduzir a demanda por energia no período de fornecimento mais crítico do dia, entre às 18h e às 21h, quando a utilização de energia elétrica por toda a população provoca um pico de consumo.

No horário de verão as pessoas mudam seus hábitos e aproveitam mais a luz natural, pois o dia demora a escurecer. Assim há um alívio no uso das redes de transmissão de energia no horário de pico.

Você quer economizar energia? Sabe o que fazer?

Segundo especialistas, a mudança de hábito é muito importante quando o assunto é economia de energia.

Com o aumento da temperatura a população usa com mais frequência equipamentos, como ventilador e ar condicionado, que acabam aumentando o consumo e refletindo na conta de luz. Mas afinal, é ou não, possível economizar energia durante as estações mais quentes do ano?

“O uso diário de ventiladores e aparelhos de ar condicionado é necessário, mas em dias com temperaturas amenas prefira ligar o ventilador. O aparelho de ar condicionado consome mais energia”, exemplifica Stevon Schettino, gerente do departamento de Operação da Energisa Sul-Sudeste.

Outras dicas são:

  • Mantenha o filtro do ar condicionado sempre limpo
  • Mantenha portas e janelas do ambiente fechadas quando usa o ar condicionado.
  • Desligue os aparelhos da tomada, pois muitos ficam em ‘stand by’, com aquela luz permanentemente acesa
  • Desligue a luz e faça uso da luz natural abrindo bem janelas e cortina
  • Desligue o monitor do computador e programe a proteção de tela quando o equipamento não estiver sendo usado.
  • Não deixe a TV ligada sem ninguém assistindo

Além disto, é importante lembrar que a geladeira corresponde em média a 30% do consumo total de uma casa, então antes de abrir a geladeira pense no que precisa e diminua o tempo que a porta ficará aberta.

Você sabia que a geladeira não deve ficar perto do fogão?

Em muitas casas, as pessoas costumam colocar a geladeira perto do fogão. Não faça isto.

Também não deixe perto de janelas por causa do sol que vem de fora.  Instale-a no local mais arejado da cozinha ou da copa.  E lembre-se: não seque roupas atrás da geladeira e nem guarde alimentos quentes.

E o que fazer com o chuveiro?

Com este calor é fácil: coloque a chave na posição “verão” ou “desligado”.

Evite banhos demorados e feche a torneira para se ensaboar.

A cor da sua casa pode influenciar na economia de energia?

 

Claro que sim !

A tonalidade da pintura pode ajudar na economia, portanto, sempre escolha cores claras e frias, que aumentam a luminosidade dos ambientes diminuindo a necessidade de lâmpadas acesas durante o dia.

Uma dica importante sobre a lâmpada é substituir lâmpadas incandescentes pela fluorescente compacta ou por lâmpadas de led, que são muito mais eficientes, ou seja, são econômicas e duram mais.