Na manhã desta quarta-feira, dia 15,  Cristina Cotrofe negou provimento a recurso de Jesus Chedid, referente a um processo que tramita na Justiça desde 1996,  ou seja, mais de 20 anos, em que ele foi condenado em primeira instância por improbidade administrativa.

Bandeira Lins e Antonio Celso Faria acompanharam o voto da relatora.

Chedid é acusado no processo de ter baixado um decreto em 1996 permitindo que a  Empresa Brasileira de Leilões (Embral) explorasse gratuitamente o Parque Dr. Fernando Costa, mais conhecido como Posto de Monta, para realização da 31º Expoagro e 4ª Festa do Peão, entre os dias 20 e 29 de setembro, daquele ano, ou seja, bem próximo das eleições municipais.

Em primeira instância ele foi condenado à fazer o ressarcimento aos cofres públicos dos gastos que a Prefeitura teve na época para que a festa  fosse realizada.

Também foi condenado a 8 anos de suspensão dos seus direitos políticos e pagamento de multa.

Além dele também estão arrolados no processo, a empresa Embral e Antuane Jorge Saad, que na época era de confiança de Chedid, responsável pela Comissão Organizadora da Festa, mas há anos rompeu com o grupo e a partir de então, passou apoiar os adversários. Foi inclusive Secretário Especial de Gabinete na administração de João Afonso Sólis (Jango).

Jesus Chedid enviou duas notas à imprensa, bem parecidas, uma através da Divisão de Imprensa e outra por sua assessoria particular.

“NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em relação ao julgamento proferido nesta quarta-feira, 15 de fevereiro, pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, o qual nega provimento ao recurso do Prefeito Municipal, Dr. Jesus Chedid, a Prefeitura de Bragança Paulista informa que:

A referida decisão não é definitiva e é totalmente passível de recurso, sendo que sua equipe jurídica está trabalhando para entrar com as medidas processuais cabíveis.

Esclarecemos à população bragantina que o Prefeito Jesus Chedid continua em pleno exercício como Chefe do Poder Executivo de Bragança Paulista.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Bragança Paulista”