Além das duas mortes já confirmadas em Bragança Paulista, por causa de Febre Amarela, mais uma morte com suspeita da doença foi registrada no domingo, 18.  O jovem Eric Felipe Perinazzo, de 26 anos, residente em Bragança Paulista, faleceu  no Hospital da Unicamp, em Campinas.

O jovem deu entrada no dia 14, no Hospital Albert Sabin, de Atibaia, com suspeita da doença e foi transferido para Campinas, devido ao seu estado grave de saúde. Ele não resistiu e faleceu no domingo. A Secretaria Municipal de Saúde, aguarda o resultado dos exames.

Dos dois óbitos já registrados em Bragança Paulista por causa de Febre Amarela um foi importado e um autóctone. Nelson Luiz de Almeida, de 52 anos e Estevam Roque de Souza, de 74 anos foram as vítimas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Além destes três casos, outros cinco casos de suspeita de Febre Amarela, em humanos, foram notificados em Bragança Paulista, sendo que um já foi totalmente descartado.

A Secretaria Municipal de Saúde, ainda aguarda o resultado de 5 exames de sorologia, que já foram descartados por PCR.

Morte de macacos

Ao todo em Bragança Paulista foram encontrados 85 macacos mortos sendo que 65 realmente estavam com Febre Amarela.  Três macacos, segundo a Secretaria de Saúde, ainda não foram enviados para análise do Instituto Adolfo Lutz, já que desde o dia 24 de janeiro o Grupo de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde determinou a suspensão temporária da coleta de amostras de Primatas Não Humanos. Esta suspensão é válida até o término do período sazonal, ou seja, até o mês de maio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Campanha de Vacinação Contra a Febre Amarela

A vacinação em Bragança Paulista continua, mesmo a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo tendo orientado que o fim da campanha  deveria ter ocorrido no último dia 17.

A meta é vacinar todos aqueles que podem receber a vacina contra a febre amarela.

Até o momento a Secretaria Municipal de Saúde vacinou 128 mil pessoas, ou seja, mais de 77% da população total do município.

Com isto, todas as 29 unidades da atenção básica de saúde permanecem aplicando as vacinas, que no município é a dose integral, não a fracionada.

As unidades de saúde funcionam das 7h30 às 17h, com exceção do Centro de Saúde Dr. Lourenço Quilici, que tem horário de funcionamento das 7h às 17h, do ESF da Planejada II, das 7h30 às 21h, e das unidades da Zona Rural, das 7h às 16h.

A vacina é contraindicada às pessoas alérgicos a ovo, gestantes, pessoas com câncer, Aids, HIV (neste caso necessário avaliação médica), pessoas com Artrite, Lúpus e Psoríase, pessoas que fazem uso de medicação biológica, menores de 9 meses de idade, uso de corticoide em dose elevada. Para estes casos, a recomendação é usar repelentes e evitar áreas de matas em regiões com casos da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *