A escola de samba Júlio de Mesquita é a campeã do Grupo de Acesso do Carnaval 2019, com 199,25 pontos. A escola disputou o título com a escola de samba Sociedade Cultural Fraternidade, que ficou em segundo lugar com 195,25 pontos.

Com o enredo “Chá Uma Bebida Democrática, Ouro Líquido”, a Mocidade Independente Júlio de Mesquita foi a segunda escola a desfilar no domingo, 3. A escola desfilou em 44 minutos e 43 segundos, com 154 componentes.

A Comissão de Frente representava a China, com os percursores do chá, aqueles que anunciava a descoberta de algo novo, as folhas do chá.

A escola contou com 5 alas. Foram elas:

  • A Índia segunda maior produtora de chá do mundo e a maior consumidora de chá-preto;
  • Os marinheiros uma menção ao meio de transporte dos chás da Ásia para o mundo;
  • Chá das Cinco da Europa às Américas;
  • Ala das Baianas – representando a riqueza da corte portuguesa e o hábito do chá na corte;
  • Os indígenas, chás naturais entre eles o mais conhecido, Ayahuasca ou Santo Daime.

As alegorias representaram a Mocidade em Festa, o Chá Democrático e a caveira que representava a igualdade.

O Mestre-sala e a Porta-bandeira representaram o Imperador Chinês Shen Núng e a Imperatriz Hung Dúnjun enquanto que a bateria representou os hippies, com a naturalidade que utilizam os chás de várias ervas naturais.