Publicada as 16h29 – Atualizada as 19h21

Uma lotérica do Jardim da Fraternidade foi alvo de uma tentativa de assalto na tarde desta terça-feira, dia 22, deixando a população bragantina ainda mais preocupada com a onda de assaltos e furtos que estão acontecendo na cidade.

O caso ocorreu por volta das 14h30 e foi praticado por pelo menos três indivíduos.

Os ladrões usaram uma marreta para tentar quebrar o vidro de um dos guichês e praticar o assalto.

Eles entraram na lotérica de capacete.

Ainda tentaram fazer clientes de refém mas não conseguiram. Um dos ladrões chega a segurar uma mulher que tentou sair da lotérica, quando percebeu o assalto, mas ela não se intimidou e saiu.

 

Como os clientes conseguiram sair da lotérica, os ladrões ficaram bem atrapalhados e sabendo que a polícia podia ser acionada e chegar a qualquer momento, fugiram em seguida, sem nada levar.

Mesmo após diversas marretadas, os assaltantes não conseguiram quebrar o vidro blindado que dá acesso aos guichês. O vidro ficou danificado.

Desde o início do mês uma série de roubos tem sido registrada no município e preocupado a população, que cobra respostas efetivas das autoridades.

No dia 5 de agosto, uma família foi feita refém no Jardim Santa Helena. Os ladrões além de objetos pessoais, jóias e dinheiro levaram até o cão de estimação. Em pleno dias dos pais, ou seja, dia 13, uma família teve sua residência assaltado nos mesmos moldes  no Jardim Europa.  Crime semelhante, aconteceu no dia 14, no Residencial das Ilhas.

Apenas um acusado de cometer estes crimes foi preso até o momento.

Além destes roubos a residências, com famílias inteiras feitas de refém, diariamente são registrados furtos e roubos a pedestres, principalmente mulheres, e também estabelecimentos comerciais, nos quatro cantos da cidade.

No sábado, dia 19, em plena luz do dia uma loja de salgados foi assaltada no centro por um rapaz armado com uma faca.Na noite de segunda, dia 22, uma padaria na Vila Bianchi e uma farmácia na Águas Claras também foram assaltadas.