No dia  19 de junho de 2008 entrou em vigor  a Lei 11.705, conhecida também como Lei Seca.  A legislação tem como objetivo reduzir a tolerância com motoristas que dirigem embriagados.

Infelizmente, em Bragança Paulista, assim como em todo o país, principalmente nos finais de semana é possível encontrar muitos motoristas que desrespeitam a lei e misturam álcool e direção.

No domingo, 17, por exemplo, policiais militares faziam patrulhamento pela Avenida dos Imigrantes quando avistaram um veículo GM/Vectra, azul, placas CSB-5348/B.P., trafegando de forma desordenada e com a frente batida.

Os policias resolveram fazer a abordagem e logo constataram que o condutor estava visivelmente embriagado.

Tratava-se de um jovem, de 25 anos, que disse aos policiais que tinha bebido em festa, não sabendo explicar sobre a batida no carro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



O rapaz  foi levado para o Plantão Central da Polícia Civil, autuado em flagrante por embriaguez ao volante e falta de habilitação e apresentado em audiência de custódia.

De acordo com o artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro, o condutor flagrado dirigindo após beber  comete uma infração gravíssima.

O valor da multa, entretanto não é só de R$ 293,47, com a Lei Seca, ela é multiplicada  por 10, chegando a R$ 2.934,70.

O motorista, além da multa, tem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e responde um processo administrativo, tendo o direito de dirigir suspenso por 12 meses.

Em caso de reincidência, a multa é de R$ 5.869,40.

Segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), nas rodovias federais de todo o país, 19.085 motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool. Segundo dados da PRF, houve um aumento de 6,9% em relação aos números de 2016. Destes, 5.994 motoristas foram presos.

Atualmente, nosso país é um dos vinte e cinco, em todo o mundo, que estabeleceram a tolerância zero para o consumo de álcool por motoristas e um dos 130 que usam o etilômetro (bafômetro) como forma de monitoramento do cumprimento da lei.

Infelizmente, entretanto, muita gente ainda não tem consciência da importância de não se misturar álcool e direção e acaba causando acidentes e mortes.